FANDOM



Woo-Jung Paik é o dono das Indústrias Paik, uma fábrica de automóveis na Coréia.

Antes de 22 de Setembro/2004

Quando sua filha Sun voltou da Universidade Nacional de Seoul sem um marido, ele arranjou para sua esposa um contato com uma arranjadora de casamentos para encontrar um marido para Sun. Então, ela conheceu Jae Lee que na verdade tinha planos de voltar para os EUA e se casar com uma mulher que tinha conhecido em Harvard. Nesse mesmo dia, Sun conheceu Jin-Soo Kwon e os dois acabaram se apaixonando. ("The Whole Truth")

Jin então foi procurar o Sr. Paik para pedir a mãe de Sun em casamento. Ele explicou que seus sonhos para o futuro incluíam ter seu próprio hotel e restaurante. O Sr. Paik perguntou se ele consideraria trabalhar para ele em troca da permissão para o casamento e Jin aceitou. O Sr. Paik então perguntou porque deveria dar a mão de sua filha a um homem que desiste tão rápido de seus sonhos e Jin respondeu que Sun era o seu sonho. Ouvindo isso, o pai de Sun deu um aperto de mão em Jin e as boas vindas à sua família. ("...In Translation")

Jin foi contratado por Sr. Paik e ficou 6 meses em treinamento antes de receber o cargo de gerente na empresa. Sun foi até o pai e pediu a ele $100,000, mas não quis revelar que o dinheiro serviria para livrar o seu marido de uma grande vergonha. Paik percebeu quem ela estava protegendo e lhe deu o dinheiro, dizendo que ele seria cobrado de Jin, que não seria mais gerente e trabalharia diretamente para ele. ("D.O.C.")

Depois de entrar em um quarto de hotel e descobrir que Sun estava tendo um affair com Jae, ele incumbiu Jin de dar um fim no amante de sua filha. Entretanto, o marido da coreana não pôde acabar com a vida de Jae e lhe deu a opção de sair do país para nunca mais voltar. Jae cometeu suicídio pulando da sacada do hotel momentos depois. Sun e o pai foram ao funeral. ("The Glass Ballerina")

O Sr. Paik arranjou para Jin uma viagem para Sydney, Austrália e Los Angeles, Califórnia para que ele entregasse relógios para seus sócios. Desconfiando que Jin estava planejando escapar para os EUA, Paik contratou um investigador particular para seguir Jin e assegurar que os relógios estavam sendo entregues.

Depois do Resgate dos Oceanic 6

Sr. Paik e sua esposa receberam Sun na base militar onde os 6 da Oceanic foram trazidos de volta. Sun depois o confrontou dizendo que ele era em parte culpado pela morte de Jin, como ele detestava Jin e que os dois não estariam no avião se não fosse por ele. Ele começa a repreender Sun por falar daquela maneira, mas fica chocado ao saber que ela tem usado o dinheiro de sua indenização da Oceanic Airlines para a compra de ações de controle na sua empresa. ("There's No Place Like Home: Parte 1")

Em Lost Experience

Uma carta escondida em uma sessão protegida do site thehansofoundation.org, criada por Rachel Blake ou Persephone, sugere veementemente uma ligação entre Paik e a Fundação Hanso: "Dr Mittelwerk [...], nossa sociedade com a Paik Motors, por exemplo, é motivo de grande orgulho."

É possível que ele tenha sido mencionado poucas vezes em the Lost Experience, por exemplo no Post 004 de Rachel Blake, onde seu sobrenome é dito em conversas entre Mittelwerk e Minsu. Entretanto, já que "Paik" é um nome bastante comum na Coréia, poderia estar se referindo a outra pessoa.



Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória