FANDOM


Os Outros , referidos pela Iniciativa DHARMA como os Hostis, são um grupo misterioso de pessoas vivendo na ilha.

O grupo chamado "Outros", é formados pelos Hostis, possíveis nativos da ilha, antigos membros da Iniciativa DHARMA, que se aliaram com os Hostis e pessoas recrutadas pelos dois primeiros grupos, para viverem na ilha. O grupo foi formado oficialmente após a conclusão de um longo conflito entre os Hostis e a Iniciativa DHARMA conhecido como A Purgação.

Suas histórias, erros e acertos, ainda são um mistério. Aparentemente, eles não conseguem se explicar para os Sobreviventes do Oceanic 815, porque eles estão lá, mas ainda sim continuam, sequestrando, matando e aterrorizando-os por motivos desconhecidos. Isso resultou em um dos maiores conflitos da Ilha: entre os dois grupos.

Eles não são o que se pode chamar de "sociáveis", pois eles já tiveram conflitos começados em 1954: como o Exército Americano (1954), com os Sobreviventes do Voo 815 (1954 e 2004), com a Iniciativa DHARMA (1970 até 1992), com Danielle Rousseau (1988 até 2004) e com os Tripulantes do Kahana (2004).

Eles têm aparentemente, consideravel "poder" no mundo exterior, com a companhia de fachada Mittelos Bioscience e recursos como o submarino Galaga, permitindo-os ir e vir da Ilha quando eles quiserem.

Ele parecem seguir um homem invísivel e inaudível chamado Jacob, e como resultado, são liderados apenas por aqueles que podem se comunicar com ele. Desde a Purgação, Benjamin Linus foi seu líder; entretando, após ele mover a Ilha, John Locke deveria ter pego seu lugar (se não fossem pelos movimentos da Ilha na tempo). Além de Ben, os Outros já tiveram outros líderes, como Charles Widmore, que os comandou por "mais de três décadas", e Richard Alpert, que era o líder na década de 1950. Richard mais tarde, se torna o segundo em comando, abaixo de Ben.

Os Outros estão na Ilha desde pelo menos 1954, apesar de ser implicíto que eles estão lá há muito mais tempo. Eles também falam vários idiomas cada, incluindo Latim (todos) e Russo (pelo menos Bea e Mikhail), para manter segredos de outras pessoas. Eles atualmente, recrutam pessoas que eles precisam, do mundo exterior, e, em 2004, poucos dos que estão no grupo podem dizer que nasceram na Ilha, devido as mortes das mulheres grávidas, de uma anomalia ainda não curada.

Antes da Queda ("Os Hostis")

O Nome
Apesar de serem chamados de vários outros nomes, o termo "Os Outros" foi usado pela primeira vez por Danielle Rousseau, que alegava que "Os Outros" haviam levado sua filha e dada ao grupo de pessoas que viviam na Ilha antes de eles chegarem. Os Hostis travaram uma guerra com a Iniciativa por vários anos. A guerra acabou num evento conhecido como A Purgação onde os hostis, apoiados por Benjamin Linus, destruíram a Iniciativa DHARMA através de um ataque de gás em larga escala. Os Hostis se juntaram posteriormente a um número desconhecido de pessoas de fora da Ilha e a antigos remanescentes do Iniciativa. Depois da Purgação, passaram a ser conhecidos como os Outros.

O nome foi primeiramente usado por Kelvin e Desmond no flashback de "Live Together, Die Alone". Quando Desmond perguntou se seria possível fazer uma excursão pela Ilha sozinho, Kelvin respondeu: "Bem, você quer ir mesmo com essa quarentena e com os Hostis?" Também, no tempo presente de "Live Together, Die Alone" Desmond perguntou se Sayid queria seu barco para ver os Hostis.

3X11 MarvinComputerFlame

Marvin perguntando sobre uma incursão dos Hostis.

Depois de conseguir acessar o menu de opção do computador da Estação Chama, Locke pode ver vários clipes com instruções sobre o sistema apresentados por Marvin Candle. Em uma delas, Marvin pergunta "Está acontecendo um incursão dos Hostis na Estação? Se sim, digite 77".

Mikhail Bakunin disse a Sayid que tinha havido uma Purgação em que a Dharma tinha tentado se livrar dos Hostis, mas eles revidaram atacando e matando os membros da Dharma. Mesmo depois de ter amitido que não tinha dito a verdade sobre ser um membro da Iniciativa, ele também escondeu o fato de sua história sobre os Hostis e a Purgação ser verdadeira.

Foi confirmado no PodCast oficial de marco que existiam Hostis entre os Outros.

Em "The Man Behind the Curtain", foi revelado que os Hostis eram aparentemente nativos da Ilha.


Antes da Purgação (1954-1992)


Exército Americano (?? - 1954)

1954OtherCamp

Os Outros tmam o acamapmento do exército

Em 1954, 18 membros do exército americano chegaram na Ilha, armaram acampamento e plantaram uma bomba para teste. Richard Alpert deu-lhes a oportunidade para sair da Ilha pacificamente, mas eles não fizeram isso, forçando os hostis a matá-los. Depois de suas mortes, os outros começaram a usar o seu acampamento, suas armas, roupas e etc.

Sobreviventes do 815 (1954)
Hostilesattack!

Uma flecha flamejante dos Outros em um javali

Com o movimento da Ilha, os sobreviventes passaram a viajar por diversas épocas na Ilha. E em uma, eles acabaram presenciando um suposto ataque hostil contra os mesmos. Após Miles retornar com um javali (possivelmente morto pelos hostis), os sobreviventes ficaram frustrados por não conseguirem fazer fogo. Nisso, uma flecha de fogo acertou o peito de Neil, estreando uma série de flechas vindas da mata em direção ao "acampamento" dos sobreviventes. Uns morreram, outros conseguiram fugir.

Enquanto Juliet e Sawyer procuravam o resto do grupo, depararam-se com Charles Widmore quando jovem, Mattingly e Cunningham, que perguntaram o que eles "estavam fazendo na nossa ilha". Widmore ameaçou cortar os pulsos de Juliet se ambos não começassem a falar sobre quem eles eram. Por sorte, os dois foram salvos por John Locke, que matou um dos homens.

Um pouco mais tarde, os hostis revelaram que sabiam falar latim, e andando pela floresta em direção ao Acampamentos dos Sobreviventes, Locke tentou convencer Cunningham de falar, e esse disse que naquele momento o resto do pessoal de Locke já estaria capturado ou morto porque Sawyer havia gritado para que se encontrassem no riacho, onde os Hostis já estavam preparados. Juliet inicia uma conversa em latim com ele, dizendo para que ele mostre a localização de seu acampamento, e pergunta se Richard Alpert estava lá. Quando Cunningham começa a falar onde o acampamento fica, Widmore o mata quebrando seu pescoço e foge.

Enquanto isso, Daniel Faraday, Charlotte, Miles e dois outros sobreviventes chegam ao riacho, mas os Hostis haviam preparado explosivos que mataram os dois sobreviventes. Então, eles aparecem apontando armas para os três restantes, e quando uma deles, Ellie, pergunta quem estava comando, Miles aponta Daniel. Ellie comenta que eles "não podiam ficar longe", pensando que eles eram do exército americano que havia visitado a Ilha.

Então, os três foram encaminhados para o Acampamento dos Hostis, onde Richard Alpert pergunta se Daniel estava ali pela bomba, e então Daniel diz que pode deixá-la inata, e salvar toda a Ilha de uma grande explosão. Enquanto Ellie acompanhava Daniel, levando-o até a bomba, ele diz que Ellie o lembra de alguém. Daniel percebe que existe uma rachadura na bomba e pede para que Ellie a enterre com cuidado.

Enquanto isso, Locke, Juliet e Sawyer encontraram o Acampamento dos Hostis e Locke foi até Alpert, onde disse que foi enviado por Jacob, que iria liderá-los e que era pra ele dizer como sair da Ilha. Alpert não acreditou em Locke, e Locke retrucou dizendo que iria nascer daqui dois anos, e que se Alpert não acreditasse, era pra ele ver por si mesmo. Antes que seja possivel Alpert dizer como sair da Ilha, esta move-se novamente.

A Iniciativa DHARMA (197? - 1992)

Namaste-Ben

A Iniciativa DHARMA e os Hostis tinham algum tipo de "Trégua"

Os Hostis e a Iniciativa Dharma entraram em conflito por motivos ainda desconhecidos. Sabe-se que inicialmente, eles tinham algum tipo de "Trégua", que após algum acontecimento, foi quebrada. Em 1974, a trégua foi ameaçada, quando dois Outros atacam Amy e Paul. Sawyer chegou e matou os dois Outros. Sawyer resolve a situação quando Richard vem conversar com a Iniciativa DHARMA. Ele explica a Richard que ele foi quem matou os dois Outros, e não o pessoal da DHARMA. Richard pede algum tipo de justiça, e Sawyer entrega o corpo de Paul para ele.

Ben, ainda na escola, foi testemunha de um ataque próximo à Vila. Mas a escola da Iniciativa já tinha um plano preparado para enfrentar o ataque e a professora tinha um rifle em seu poder. As circunstâncias mostraram que o ataque que o pequeno Ben tinha presenciado não havia sido o primeiro. Explosões eram ouvidas e Roger Linus chegou a contar sobre um tiroteio entre os dois grupos.

Benandrichard

Ben e Richard se encontram pela primeira vez

Tempos depois Ben fugiu da Vila e encontrou os Hostis na selva. Richard Alpert foi o porta-voz dos Hostis. Ele não o atacou e o encorajou a voltar para casa, mas o garoto disse que queria ser um deles. Alguns anos depois, Ben ajudou Sayid à escapar do Centro de Segurança da DHARMA pensando que o iraquiano era um dos outros e este poderia ajudar Ben a virar um dos outros. ("He's Our You") No dia seguinte, Kate e LaFleur vão até a area dos Outros para procurar alguem que conseguisse curar o jovem Ben, que estava quase morrendo depois que levou um tiro de Sayid. Richard aceita cuidar do garoto e o leva para o Templo. Após a cura da criança, seu atual líder, Charles Widmore visita Ben e diz que ele pode ser um deles. ("Whatever Happened, Happened")  ("Dead is Dead")

Muitos anos depois, iniciaram a Purgação contra a Iniciativa Dharma para acabar com a guerra entre os grupos. No dia 19 de dezembro de 1992, às 16 horas, os Hostis lançaram um ataque de gás em larga escala na Vila, matando a todos no local. É sabido (mas não mostrado) que ataques parecidos foram feitos em todas a estações Dharma, com exceção da Estação Cisne, que estava lacrada. Ben ficou longe da Vila durante o ataque e matou seu pai pessoalmente usando o gás. Ben se encontrou com o grupo dos Hostis mais tarde na Vila. Os membros da Iniciativa foram jogados em uma cova coletiva.
Expedição Científica (1988 - 1989)

Danchase

Danielle Rousseau

Em 1988, uma Danielle Rousseau grávida e seu Time Científico, naufragam na Ilha. Danielle diz que após o encontro com Sistema de Segurança, seu time ficou "doente", "mudado". Além disso, também diz que os Outros, são os hospedeiros de tal "doença". Foi nesse ponto, em que Danielle criou o nome "Os Outros", nome que 16 anos mais tarde, seria também usado pelos sobreviventes do Voo 815, que só descobrem da existência dos Outros, após seu primeiro enconctro com a "Francesa". Danielle matou todo seu time, deixando-a sozinha na Ilha para dar a luz a Alex. Uma semana depois, entretanto, Danielle viu uma Coluna de Fumaça preta, e a noite foi atacada por Ben, enquanto Ethan, assistia, e Alex foi levada. Os dois, tinham sido enviados com ordens de matar a mãe de Alex, mas por pena de Danielle, Ben não a mata. Alex foi acolhida por Ben, e cuidada até os 16 anos, como filha dele. Danielle passa 16 anos, evitando mais encontros com os Outros. Há alguma inconsistência na história de Danielle, visto que ela já estava na Ilha na época da Purgação há quatro anos. Quer dizer, por quatro anos, ela viveu junto da Iniciativa DHARMA e os Hostis na Ilha. Além disso, a Coluna de Fumaça vista por Danielle, se acendeu antes de Alex nascer, no dia em que ela matou Robert, apesar de talvez, outra fumaça de se acendido.

Depois da Purgação (1992-2004)

Utopiavillezoomout1

Após a Purgação, os Outros usaram as Barracas como seu novo lar ("The World of the Others").

Depois da Purgação, ocorrida em 1992, os Hostis assumiram controle completo das instalações e recursos que pertenciam à Iniciativa DHARMA. Mais notavelmente, eles tomaram controle dAs Barracas, e começaram a viver em casas de membros mortos da Iniciativa, com água quente encanada, eletricidade, e outras conveniências modernas.

Ao mesmo tempo, Benjamin Linus um faxineiro da DHARMA que se juntou aos Hostis e ajudou no genocídio da DHARMA, vira o novo líder dos Outros visto que ele pode estabelecer contato com Jacob. A natureza completa da conxão de ambos é desconhecida, além do fato de que é "mais um simbolismo de liderança que um servo/mestre". Ben também sabe que "mais ninguém [dos Outros] nunca o viu [Jacob]" e ele é "o único que fala com ele".

Os Outros também ocuparam várias Estações da Iniciativa. O Cajado é usado para tratamento médico e pesquisa sobre a morte das mulheres Grávidas, enquanto A Chama permite comunicação com sistemas do mundo de fora. Algumas vezes, os Outros se estabelecem nA Hidra, apesar de suas pesquisas e as razões para eles ficarem lá são desconhecidas: Karl menciona que os Outros trabalham em "projetos", enquanto muitos membros dos Outros parecem estar construindo o que Juliet chamou de Pista, só que talvez não seja verdade. Enquanto isso, os cuidados de Gás Tóxico, e pesquisas do mesmo foram cunduzidas nA Tempestade, mas a natureza dos experimentos é atualmente desconhecida, exceto pelo fato de que Goodwin Stanhope, enquanto trabalhava lá, confessa que "[Ben] [o] deixou trabalhando com elementos químicos que poderiam matar cada homem, mulher e criança na Ilha se ele apertar o botão errado", talvez, Goodwin esteja lá só para "manter a pressão do tanque estável". É incerto se os Outros mativeram, alteraram ou acabaram com as pesquisas da DHARMA, apesar de Ben se referir as pesquisas da Iniciativa como "bestas". Os Hostis também tomaram A Pérola (usada apenas as vezes), O Espelho (comandado por Bonnie e Greta) e A Orquídea (usada apenas em último caso). Depois, Richard Alpert eventualmente comenta durante o caminho para o Templo, que "Ben tem se preocupado com "probleminhas" como os problemas de fertilidade. Nós temos procurado alguém [Locke] para nos lembrar que nós estamos aqui por motivos mais importantes.

O submarino Galaga criou um novo jeito de viajar da Ilha para o continente, e os Outros o usaram para recrutar novos membros para a comunidade, usando também a Mittelos Bioscience. Membros de fora da Ilha, incluém Juliet Burke, trazida para a Ilha para resolver os problemas de fertilidade. Enquanto falando sobre sua comunidade, Ben já disse a Locke, "A maior parte das pessoas que você vê, eu as trouxe aqui", indicando que a maioria dos Outros do presente, não eram Hostis, nem nativos.

Após a Queda ("Os Outros")

1ª Temporada: "Pessoas Boas"

Normal maternity-promo18

Ethan diz a Claire que os Outros são "pessoas boas". ("Maternity Leave")

Artigo Principal: Pessoas Boas e Ruins

Em 22 de setembro de 2004, o Voo Oceanic 815 caiu na Ilha. Os Outros, enviaram "espiões" para se infiltrar em cada parte em que o avião se "quebrou". Listas das "pessoas boas", dos sobreviventes do 815 foram feitas. Essas pessoas seriam capturadas pelos Outros à noite. A parte de meio do avião foi praticamente isolada desse plano, com exceção de Claire, quem foi rapidamente levada por um desesperado Ethan, após descobrirem que ele não estava no avião. Entretanto, na parte da cauda, Goodwin teve muito mais sucesso, com um total de doze sobreviventes levados no total. Alguns deles, seriam mais tarde vistos na Estação A Hidra, incluindo Cindy, Zack e Emma, sugerindo que os levados se juntaram aos Outros.

Tais sequestros, causaram conflito imediato entre os sobreviventes restantes e os Outros, e quando os sobreviventes terminam uma jangada e a colocam no mar para tentar fugir da Ilha, os Outros a destroem e seqüestram Walt, quem eles acreditam ser "especial".

Confrontos

No primeiro encontro entre os Outros e os Sobreviventes, os Outros não carregavam armas. Uma mulher do grupo dos Outros que foi morta por Ana-Lucia tinha uma faca militar nos seu bolso que não chegou a ser usada. Ethan acertou Jin com um estilingue. O comportamento deles pareceu mudar após a morte de Ethan por Charlie com um revólver e pareceu ter se tornado mais aparente após os Sobreviventes conquistarem o controle das armas na estação Cisne.

O primeiro confronto armado ocorreu quando Tom pegou Walt da balsa. Tiros foram trocados entre Sawyer e os Outros, mas Sawyer foi o único a ser acertado com um tiro no ombro. Os Outros também atiraram uma granada caseira para destruir a balsa, deixando Jin, Michael e Sawyer em uma batalha pela sobrevivência em alto mar.("Exodus: Parte 2")

2ª Temporada: "Primitivos"

The Others' Camp

A Vila Falsa dos Outros

Com o sequestro de Walt, ocorre o crescimento do acampamento dos sobreviventes (com a união da parte intermediária e a cauda), unidos contra os Outros. Em resposta, os Outros encontram os sobreviventes na selva, e concordam em viver separados por uma linha no meio da Ilha, em que nenhum dos lados deveria atravessar. Entretanto, essa "linha" foi ultrapassada, por Ben, que pretendia fingir ser um inocente sobrevivente de um acidente de balão chamado Henry Gale, e por Michael que queria recuperar Walt.

Nesse ponto, os Outros fingiram que era de fato, primitivos, usando roupas velhas, rasgadas e acampando em barracas sujas. Porém, após usarem Michael para chegarem em Jack, Kate e Sawyer, foi revelado que sua sociedade é mais "sofisticada".

Confrontos

O segundo confronto armado aconteceu após Michael ser capturado pelos Outros em uma tentativa de salvar Walt. Um grupo liderado por Jack seguiu o rastro de Michael e foram confrontados por um grupo de Outros liderados por Tom. Tom disse a eles que havia uma linha e os avisou para não atravessá-la. Alex entre os Outros disse que naquela hora o propósito da ação era somente o de assustar Jack e o grupo. ("The Hunting Party")

O terceiro confronto armada ocorreu quando Michael estava levando Jack e outras pessoas para uma armadilha. Sawyer viu que um dos Outros estava seguindo os passos deles e atirou causando a morte. O Outro tinha um Taser, aparelho que dá choques, para incapacitar os membros do grupo. ("Live Together, Die Alone")

3ª Temporada: "Liderança"

3X01 TheOthers

Juliet, Ben e o resto dos outros assistem a queda do 815 na Vila. ("A Tale of Two Cities")

Artigo Principal: Liderança

Os sobreviventes finalmente descobrem mais sobre os Outros, e sobre o papel de Ben como líder. Com suas casas na Barracas comprometidas, os Outros se moveram para O Templo, parando em planícies e na Ruínas. Em adição os sobreviventes descobrem como os Outros obtém informação do mundo, eles usavam a Estação A Chama, e de repente, a "onipotência" dos Outros, parece desaparecer, após a destruição da Chama, do Galaga, o assassinato de muitos Outros pelos sobreviventes, e a habilidade de John Locke também ouvir Jacob.

Ben também fica pressionado com os problemas de gravidez na Ilha, ele usa Juliet para se infiltrar na praia, para ver se alguém além de Sun estava grávida. Ben planeja sequestrar essas mulheres, mas com o possível resgate dos sobreviventes, ele acelera os planos. Juliet trai os Outros, porém, salva as mulheres, levando a maior luta dos 3 meses de combates. Durante a batalha, 10 Outros são mortos, mais 3 No Espelho, e ao mesmo tempo os sobreviventes conseguem contatar o Cargueiro, que estava perto da Ilha, para a infelicidade de Ben e Locke.

Confrontos

O quarto confronto armado ocorreu dentro do Barco de Desmond. Sun foi deixada no barco enquanto Sayid planejava uma emboscada para os Outros, que se desse certo capturaria dois deles e os torturaria para conseguirem informações. Um grupo dos Outros, incluindo Colleen, subiu no barco para sequestra-lo como Ben havia ordenado. Colleen desceu ao deck. Ela confrontou Sun e não parecia estar armada. Após uma fracassada tentativa de acalmar Sun através de uma conversa, Sun atirou no estômago de Collen e escapou sob tiros do grupo que invadiu o barco. ("The Glass Ballerina")

No quinto confronto armado, Sayid levou um tiro no ombro de Mikhail quando ele se aproximava da estação Chama. Então, um confronto que envolveu reféns estava em cena. Bea, a refém de Sayid, disse a Mikhail para simplesmente atirar nela e ele fez. Mikhail, após uma fracassada tentativa de se matar, foi pego como prisioneiro. ("Enter 77")

No sexto confronto armado, Sayid e Kate foram capturados na vila. Ambos foram rapidamente dominados após serem detectados. Nenhum tiro foi dado. Locke pegou Ben e Alex como reféns, destruiu o submarino com explosivos e depois se entregou para os Outros. ("The Man from Tallahassee")

Um sétimo confronto armado ocorreu entre Desmond e Mikhail. Embora nenhum tiro tenha sido disparado, Desmond ameaçou Mikhail com uma pistola de resgate. O conflito terminou quando Mikhail negociou tratamento médico em troca de sua liberdade.("D.O.C.")

O oitavo confronto armado ocorreu quando Ben Linus ordenou um ataque surpresa para sequestrarem todas as mulheres grávidas entre os sobreviventes. Ben também deu ordens de que se alguém se colocasse no caminho seria morto. Porém, o ataque surpresa vazou e foi descoberto por Juliet, Alexandra e Karl. Dinamites foram colocadas perto das tendas e um time constituído por Sayid, Bernard e Jin foram deixados para detonarem as dinamites com um tiro. Sete do time de 10 dos Outros envolvidos no ataque surpresa foram mortos pelas explosões ou pelas trocas de tiros. Sayid,Bernard e Jin foram capturados. Ben ordenou mantê-los vivos como reféns e, mais tarde, ordenou a execução. Entretanto, Ryan atirou na areia, mantendo os capturados vivos. Eles, então, foram soltos quando Hurley dirigindo uma van DHARMA atropelou Ryan. Sayid aproveitou-se da situação confusa e matou Jason. Tom, o último dos Outros vivo, foi detido, mas, logo depois, executado por Sawyer. ("Through the Looking Glass")

O nono, e último confronto armado entre sobreviventes do 815 e Outros, foi na estação Espelho. Quando Charlie chegou a estação, ele foi capturado e rendido por Bonnie e Greta. Desmond, no barco sob a estação, levou um tiro de Mikhail que estava na praia. Quando Mikhail chegou a estação, ele recebeu ordem de Ben para matar Charlie e o time de Outros da estação, que eram Greta e Bonnie. Mikhail foi capaz de atirar em Greta e surrou Bonnie até a morte. Mas antes de matar Charlie, ele levou um tiro de Desmond com um arma de resgate. Mikhail, mais tarde, se recuperou e detonou uma granada na porta de entrada da sala que contém os equipamentos de comunicação. Charlie morreu devido a isso, afogando-se. Não está claro o que aconteceu com Mikhail. ("Through the Looking Glass")

4ª Temporada: "Protegendo a Ilha"

Alperthelp

Alpert e os outros após matar os assassinos do O Kahana. ("There's No Place Like Home: Parte 2")

Após o grande combate na praia, e a chegada dos tripulantes do Cargueiro na Ilha, ambos os lados, sobreviventes e Outros, esquecem a rivalidade. Quase todos sabiam que os abordo do Cargueiro trabalhavam para Charles Widmore, quem Ben chama de "homem mau" que destruirá a Ilha e matará todos nela. Isso causa a maior dúvida que vira o tema da temporada: os Tripulantes, vieram para salvá-los, ou matá-los? Eventualmente, descobre-se que eles querem levar Ben. O resultado disso, é a união entre os sobreviventes e os Outros para vencer os Tripulantes. Todos os assassinos do Cargueiro morrem pelas mãos de Richard Alpert e os Outros restantes. Ben mostra algum controle sobre O Monstro após Martin Keamy matar sua filha, Alex.

Muito do que Ben fez, foi em nome da Ilha, sob as ordens de Jacob, que também pode ser ouvido por Locke, quem parece ter uma conexão importante com a Ilha. Ao ver isso, Ben vai até a Orquídea, e gira a Roda Congelada, resultando na desaparição física da Ilha. Esse evento também acaba com a liderança de Ben, de uma vez por todas, visto que ao movê-la, ele deixa a Ilha. Como resultado, John parece ser o novo líder dos Outros.

Um fato interessante é que quando os Outros retornam do Templo para matar os assassinos e receber seu novo líder, mais uma vez, eles usam roupas rasgadas e acampam em tendas velhas. Talvez, para fazer os tripulantes, caso algum sobrevivesse, pensar que eles são "caipiras".

Recursos

Donation

As armas entregues aos Outros

Inicialmente, Os Outros pareciam não possuírem armas ou outros tipos de munições. Em suas primeiras aparições, apenas estilingues ou facas foram vistos. Entretanto, quando os sobreviventes tomaram posse das armas da escotilha e mataram um membro dos Outros a tiros, eles resolveram tomar outras atitudes. Houveram vários confrontos armados entre sobreviventes e Outros e apenas Scott Jackson foi assassinado por um dos Outros, embora essa afirmação não seja 100% correta. Por outro lado, vários foram os Outros assassinados pelos sobreviventes.

As aparências enganam, e enganaram os sobreviventes. Os Outros têm acesso a uma variedade grande de armas, incluindo "de fogo", tasers, explosivos, uma bomba de hidrogênio, e facas do exército americano. Partes de seu equipamento, incluindo os rifles, foram pegas de soldados Americanos nos anos 50. Além disso, eles eram armados praticamente com arcos e flechas. Eles têm vários métodos de saída da Ilha, incluindo um submarino (o Galaga, pego da Iniciativa DHARMA), um Iate, um barco a motor que foi dado a Michael, uma canoa a Vela e um Veleiro (que foi pego dos Sobreviventes do 815).

Parece haver uma grande área com monitoração de áudio e vídeo, nas Barracas, onde eles vivem. Tom indica que a Sala de Jogos, onde Kate é mantida presa e conversa com Jack, está sob observação. A casa onde Jack ficou temporariamente ficou, também é equipada com câmeras de vídeo e é monitorada.

A casa de Ben parece não ser monitorada. Locke entrou em sua casa, sem ser detectado. Ele também conseguiu fazer reféns em vários locais da casa, incluindo a cozinha. A extensão total de observação nas Barracas é desconhecida.

3x16 Juliet arrives

O submarino: apenas um dos recursos a disposição dos Outros.

Eles têm tanto comunicação com o mundo exterior (via A Chama), quanto recebimento regular de suprimentos e transporte para o mundo de fora (via o Galaga); entretando, ambos foram destruídos por John Locke na 3ª Temporada. Eles também têm suprimentos de combustível para os barcos, mas depois da fuga de Michael e Walt, eles talvez não precisem mais.

Em 12 de dezembro de 2004, todos os Outros, mais John Locke deixaram as Barracas para ir até um local que Ben chama de um local antigo. Juliet foi deixada para trás. Ela e um grupo de sobreviventes foram "envenenados" por gás, e deixados próximos as Barracas. John Locke diz que pediu aos Outros que Kate fosse com eles, mas eles não deixaram, por causa de seu histórico, dizendo que "perdão não é seu ponto forte". ("Left Behind")

Os Outros pararam sua jornada por alguns dias em uma área chamada de ruínas. Eles acamparam e depois saíram de lá.


Membros

Artigo Principal: Os Outros/Membros

Não se sabe o número exato de pessoas que fazem parte do grupo dos Outros. Já foram vistas mais de 50 pessoas que, supostamente, vivem neste grupo. Entre os participantes do grupo, existem pessoas que já estavam na ilha antes mesmo da Iniciativa DHARMA, membros da própria Iniciativa que se juntaram aos nativos, pessoas recrutadas para virem para a ilha e sobreviventes sequestrados. Sabe-se que, um dos líderes dos Outros, teve que matar o próprio pai, e quando Locke quis se juntar ao grupo, teve que cometer o mesmo sacrifício. No entanto, não se sabe se todos os membros tiveram que passar por algum tipo de prova.

Liderança

Sabe-se que o líder dos Outros era Benjamin Linus, trazido para a ilha por volta dos 10 anos de idade. Ao conhecer os Hostis, Ben sente a vontade de ir com eles e se tornar um deles. Pelo que se sabe, Ben trabalhava com eles, escondido de seu pai e da Iniciativa DHARMA. Quando eles alcançaram forças suficientes de acabar com a Iniciativa, houve, então, a chamada Purgação, aonde todos os membros da DHARMA foram mortos pelos Hostis e, desde então, são Os Outros que "comandam a ilha". Ben mesmo diz que responde a alguém, que é o principal líder dos Outros, chamado Jacob. Entretanto, apenas Ben escuta o que Jacob tem a dizer (em The Incident, Ben revela que, na verdade, fingia conversar com alguém, mas era uma cadeira vazia). Existem outras pessoas que exercem uma função importante no grupo dos Outros, mas, muitas vezes, seus modos de liderança acabam sendo confrontados, como, por exemplo, a médica Juliet Burke, Richard Alpert e Isabel. Richard Alpert, no passado, diz a Locke que o processo de iniciação como líder dos Outros começa quando se é muito pequeno. Richard também pode ouvir Jacob. Após tudo isso, aparentemente, após Ben mover a Ilha, o líder dos Outros é definitivamente Jacob, seguido por Locke.

Residentes do Templo

Os residentes do templo são um grupo de Outros que fizeram do Templo sua base de operações. Eles protegem a fonte localizada no santuário interior do templo. ("LA X, Partes 1 & 2")

LockeLeader

Locke se junta aos Outros("There's No Place Like Home: Parte 2")

Novos Membros

Quando Locke tentou se juntar aos Outros, Ben lhe disse que pessoas que querem se juntar aos Outros precisam mostrar seu comprometimento — no caso de Locke, matando seu próprio pai, Anthony Cooper. Ben entregou uma faca a Locke enquanto o resto dos Outros se reuniram para assistir, mas Locke, covardemente, não conseguiu matar Cooper.

No dia seguinte, Richard Alpert sugeriu a Locke que ele usasse Sawyer para matar Cooper. Ben deu a Locke um ultimato: Locke só poderia continuar seguindo os outros se trouxesse em um dia o cadáver de seu Pai.

Antes de Ben mover a Ilha, ele disse a Locke que Richard e os Outros estariam esperando ele a 2 milhas do Leste da Orquídea. Quando Locke chegou lá, ele foi recebido por Richard, que lhe disse: "Bem-vindo ao lar".

Pessoas Boas

Theincident1377

Jacob, o líder que Os Outros seguem fielmente.

O conceito de bondade parece ser muito importante para Os Outros. Eles mesmos alegam serem os mocinhos e parecem saber quem dos sobreviventes é bom ou ruim. Eles parecem querem sequestrar apenas quem eles acham que são bons e os que estavam na lista de Jacob. Para os outros sobreviventes que não se encaixam em nenhum dos dois, Os Outros dizem que é porque eles têm defeitos.

Crimes dos Outros

Artigo Principal: Crimes dos Outros

Os Outros já cometeram inúmeros crimes contra os outros grupos na Ilha, incluindo assassinatos, sequestros, roubos e aprisionamentos. Porém, deve-se levar em conta que os crimes são relativos,em comparação com os cometidos por outros grupos, incluindo os Sobreviventes do Voo 815. Em adição, em "US Weekly", uma entrevista em 12 de Junho de 2006 com o escritor de Lost Damon Lindelof foi perguntado, porque os Outros eram os "caras bons" e ele respondeu com uma pergunta: "Quem matou mais gente desde que chegou na Ilha, nossos caras ou os Outros?"

Assassinatos, Atentados e Intenções

Artigos Principais: Mortes e Vida e Morte

Os Outros cometeram um número de assassinatos, incluindo 17 membros do Exército Americano nos anos 1950 (um 18º foi envenenado por radiação) em "Jughead", Charles Widmore matou Cunningham em "Jughead", Goodwin matou Nathan em "The Other 48 Days", Ethan matou Scott em "Homecoming", Mikhail matou Bonnie e Greta (fazendo também Charlie se afogar) em "Through the Looking Glass", fora o assassinato em massa da Iniciativa DHARMA.

Eles também já tentaram concluir vários homicídios, como quando Ben atirou em Locke e o deixou para morrer em "The Man Behind the Curtain", quando Pickett quase matou Sawyer em "Every Man for Himself" e "I Do", e quando Ethan deixou Charlie pendurado numa árvore para morrer em "All The Best Cowboys Have Daddy Issues".

Thedoor

A porta do lugar onde Michael pensava que as crianças eram aprisionadas.

MichaelsPaper

Lista com nomes de pessoas que os Outros mandaram Michael sequestrar.

Sequestros

Artigos Principais: As Listas e Aprisionamentos

Talvez o mais óbvio crime dos Outros, e marca registrada deles, sejam os inúmeros seqüestros. Primeiro, Alex foi levada, ainda bebê, de Danielle, assim como Claire, de quem eles queriam o bebê. Os Outros também já tentaram capturar todos as mulheres grávidas entre os sobreviventes. Apesar de Ben prometer que o sequestro não seria violento, ele ordena que eles matem qualquer um que tente impedir os seqüestros.

Numerosos sobreviventes da Cauda, também foram levados pelos Outros. Quando questionado sobre o motivo do sequestro de várias pessoas, Karl deu a seguinte resposta: "Nós damos a eles vidas melhores que as suas" (referindo-se aos sobreviventes). Jack, Kate e Sawyer já foram levados, como parte do plano de Ben para convencer Jack a operar seu tumor. Por último, e muito mais importante, Walt foi levado a força, mas foi devolvido a Michael, quando os Outros viram que ele estava fora do controle deles.


Assaltos

Artigo Principal: Sobreviventes do Voo 815
Huntingpartycap632

Os sobreviventes confrontam os Outros pela primeira vez, e decidem por um combate não violento. ("The Hunting Party")

Os Outros cometeram um número maior ainda de assaltos, durante os confrontos. Por exemplo, quando foram sequestrar sobreviventes, vestidos de primitivos na Cauda do Avião, ou durante o combate final entre os Outros e os Sobreviventes do 815.


Aprisionamentos

A diferença entre sequestro e aprisionamento, é que em sequestro, a pessoas fica ou não do lado do sequestrador. Em aprisionamento, é contra sua vontade.

Os Outros prenderam Claire na Estação Cajado, ela parecia ter sido drogada. Foi injetado nela, por Ethan, uma vacina e eles planejavam tirar o bebê de Claire. Entretanto, ela escapou com a ajuda de Alex e Rousseau. ("Maternity Leave")

Walt, após ter sido pego pelos Outros, foi mantido preso em um lugar ainda não conhecido. Ao ver seu pai, ele foi ameaçado por Bea Klugh com um tipo de castigo envolvendo um quarto caso ele falasse demais. Ele foi solto após um acordo que Michael fez com os Outros.

Michael ficou preso na Vila Falsa por vários dias. Um exemplar de sangue lhe foi tirado quando chegou. A maior parte do tempo ele ficou preso em uma das construções, mas foi solto após fazer um acordo com os Outros, no qual ele teria Walt de volta e sairia da Ilha.

Jack, Kate e Sawyer ficaram aprisionados na Ilha da Hidra - Jack ficou em um tanque que foi originalmente feito para os tubarões e golfinhos; e Kate e Sawyer foram mantidos presos em jaulas que foram feitas originalmente para os ursos polares. Todo os prisioneiros estavam sob constante vigilância através de câmeras, que era monitoradas por Ben. Kate e Sawyer foram forçados a trabalhos braçais em um lugar chamado Pedreira. Eles foram mantidos sob uma guarda ferrenha e proibidos de comunicarem entre si, Depois de tentativas de fuga, Sawyer foi psicologicamente torturado, quando disseram a ele que foi implantado um marcapasso que poderia levar a uma parada cardíaca se o coração batesse a determinado patamar. A história era falsa e não havia nenhum implante, mas isso fez com que Sawyer se mantesse na linha, e ele não tentou escapar novamente; além disso, ele também tentou impedir Kate de escapar. Jack esteve sujeito a várias formas de manipulação psicológica durante sua clausura, incluindo Juliet lendo arquivos sobre sua vida. Ele caiu em lágrimas após perguntar sobre sua ex-esposa e isso o fez ser mais submisso aos resultados. Sawyer sofreu abusos psicológicos durante a prisão, a maioria das vezes por Danny Pickett - Pickett acusou Sawyer pela morte de sua mulher e o enforcou e usou sua arma de choque. Mais tarde, Kate e Sawyer foram soltos como resultado de acordo entre Jack e Ben.

Hurley levou choques e foi encapuzado na Balsa Pala, mas foi quase que imediatamente solto como mensageiro para os outros sobreviventes do acidente.

Kate e Sayid forma mantidos presos pelos Outros após se infiltrarem na Vila. Kate foi algemada e colocada na sala de jogos. Sayid foi amarrado a um balanço. Ambos foram drogados pelos Outros quando eles deixaram a área da vila. Kate foi libertada dentro da mata por Juliet como parte de um tentativa de manipulação psicológica. Ambos foram soltos como resultado de terem sido deixados para trás quando os Outros deixaram a vila e retornaram para o acampamento principal.

Sayid, Jin e Bernard foram capturados após matarem sete dos Outros durante a tentativa de ataque surpresa do grupo da praia. Ben (pelo rádio) ameaçou matar Jin para pegar informações dos presos. Ben, mais tarde, cogitou um ordem de morte para os três durante uma tentativa de negociação com Jack. Os três foram libertados após Hurley dirigir uma Kombi da DHARMA dentro do acampamento, passando por cima de Ryan e permitindo que Sayid matasse Jason. O Outro que restou, (Tom), foi executado por Sawyer.


Falsas Acusações

Os Outros foram por diversas vezes falsamente acusados por ações contra os sobreviventes. Charlie bateu em e sequestrou Sun por ordens de Sawyer, resultando na acusação infundada de culpa dos Outros. Locke acusou os Outros por incendiarem a primeira balsa na frente de todo o grupo, mesmo que suspeitando e, logo depois, confirmando que Walt foi o responsável. Ana-Lucia acusou Nathan de ser um dos Outros, mas era Goodwin, o qual ela matou e não revelou a ninguém que ele era um dos Outros. A presença de um walkie entre eles, levou a certas pessoas no acampamento (incluindo Sawyer) a erroneamente acreditarem que Nikki e Paulo estavam trabalhando para os Outros.

Objetivos


Pesquisas
Não se sabe ao certo o verdadeiro objetivo dos Outros na ilha. Richard Alpert disse que Ben está se preocupando de mais com a questão da gravidez das mulheres, quando na verdade, está esquecendo dos verdadeiros objetivos pelos quais eles estão ali.

Gravidez e Crianças

Primeiro foi um bebê. Depois da queda do avião, primeiramente, uma mulher grávida, depois um garoto e sua irmã, logo depois mais um menino e por fim o planejamento de outra mulher grávida. Várias são as referências de seqüestros de mulheres grávidas e crianças entre os Outros. Apesar de todas as tentativas frustradas, (ver item abaixo), Os Outros continuam tentando engravidar mulheres e roubar seus bebês para fazerem pesquisas. Um dos meninos seqüestrados disse a seu pai que Os Outros faziam testes com ele, sem, porém, revelar quais eram os testes. O motivo de toda essa obsessão ainda não foi 100% revelado, apenas sabemos os problemas que ocorrem com a gravidez das mulheres.


Problemas de Gravidez
"Todas as mulheres grávidas nessa ilha acabam morrendo". Essa frase foi dita por Juliet quando ficou claro que a médica está na ilha para cuidas das mulheres que ficam grávidias ali. O motivo pelo qual as mulheres não conseguem passar no 3º trimestre de gravidez é desconhecido, e Juliet ainda não conseguiu salvar nenhuma mulher grávida na ilha, o que já resoltou na morte de 8 mulheres.
Fatos

Claire-EthanExamination

Ethan examinando Claire e seu filho.

As mulheres dos Outros, sofrem de algum tipo de degeneração de seus sistemas reprodutivos. A condição foi descrita, como causando que o sistema de uma mulher de 20 anos, parecesse com um de uma de 70.

Juliet Burke, uma pesquisadora de fertilidade, foi trazida para a Ilha porque ela descobriu um método de transformar possível a gravidez em sistemas reprodutivos danificados. Na Ilha, ela começou a pesquisar outra situação, onde o corpo da mãe, começa a tratar o feto como um invasor e mata ambos no começo da gestação.

Após a morte de várias voluntárias dos Outros, incluindo Henrieta e Sabine, Juliet desenvolveu uma teoria de o que quer que haja de errado na gravidez, ocorreu durante a concepção. Ela pede a Ben para levar uma mulher da Ilha como "controle" para testar a teoria, mas ele não deixa ninguém sair da Ilha. Claire, que chegou grávida na Ilha, se torna o "controle".

Porém, Juliet acompanha melhor a gravidez de Sun (que após sair da Ilha, tem sua filha [concebida na Ilha]). Ela também tenta descobrir se há mais grávidas no acampamento, incluindo Kate (que não está)

A natureza dos problemas de fertilidade e gravidez na Ilha são desconhecidos. Quando esses problemas chegaram na Ilha, também é um mistério.

Infra-Estrutura


Modo de Vida
Minor Others

Alguns dos Outros parecendo selvagens.


Locais
Os Outros, vivem como uma comunidade do mundo de fora, se aproveitando das facilidades deixadas pela Inciativa DHARMA na Ilha, como água encanada, eletricidade, etc. De acordo com um podcast de 30 de Abril da ABC, há duas facções dentro dos Outros.
Estações
Os Outros usam as estações da Iniciativa DHARMA para guardarem seus pertences e trabalharem.


Caduceus logo

A estação O Cajado foi é utilizada pelos Outros para tratarem as mulheres grávidas. Foi para lá que Ethan levou Claire quando a sequestrou e que Juliet levou Sun para fazer o ultra-som. Além de operações e exames, O Cajado possui um quarto de bebê, totalmente mobilhado para a criança. Entretanto, a escotilha está desativada e todos os móveis e aparelhos estão escondidos em uma sala secreta.


Station5Pearl logo

A estação A Pérola não é usada pelos Outros o tempo todo. Dentro da estação, há alguns monitores de TV que permitem visualizar o que está acontecendo nas outras escotilhas. Quando os sobreviventes ocuparam a estação O Cisne e passaram a morar lá, Os Outros os vigiavam pela estação Pérola, o que lhes permitia saber o que estava acontecendo na vida dos sobreviventes.


TheFlame

Era na estação A Chama que morava Mikhail Bakunin, um dos Outros que cuidava das transmissões com o mundo exterior. A Chama possuía fios conectados a todas as outras escotilhas e também possuía monitores de TV que permitiam a visualização do mundo exterior. Após ser ocupada por alguns sobreviventes, A Chama foi explodida.


Hydra Logo1

A Hidra se localiza em uma outra ilha ao lado da ilha principal. É nesse local em que Os Outros trabalham. Jaulas para animas, câmaras subaquáticas e outros equipamentos fazem parte da escotilha. Foi para lá que Jack, Kate e Sawyer foram levados e é a antiga moradia dos ursos polares.


LG2

O Espelho é a estação que se localiza em baixo do oceano. Ben contou a todos os Outros que ela estava destruída, mas essa era uma mentira para que eles não soubessem que é lá que as transmissões do mundo exterior são interceptadas. Quando a escotilha foi invadida por Charlie, as duas moradoras da escotilha, Bonnie e Greta comunicaram-se com Ben e ele foi obrigado a contar a verdade ao grupo dos Outros. Depois de desativar o que interceptava as transmissões, Charlie teve seu destino trágico.


Tempest

A Tempestade é a estação que gera energia para toda a ilha e para a vila dos Outros. É de lá que é possível soltar um gás que mataria todos na ilha, o mesmo feito por Ben na purgação. Goodwin trabalhava no local e já havia se ferido lá.



Segurança

Artigo relacionado

O Quartel é circundado por um sistema de segurança que emite frequências sonares quando alguém passa por entre dois pilares. Essa frequência, se muito alta, pode matar. Sabe-se que o monstro de fumaça não pode passar por entre esses pilares.

Este sistema é chamado pelos "Losties" de Cerca Sônica, e foi construído pela iniciativa DHARMA, mas Os Outros pegaram o comando da cerca logo após a Purgação.

Locomoção

Artigos relacionados
The Galaga

O Submarino.

Os Outros possuíam um submarino para recrutarem as pessoas de fora da ilha para dentro dela. Foi desse jeito que Juliet foi levada para a ilha e assim que Richard Alpert fazia suas viagens. Porém, quando Jack e Juliet iriam deixar a ilha no submarino ele acabou sendo destruído por Locke, que estava com medo de sair da ilha.

O iate dos Outros foi visto apenas uma vez quando eles precisavam deixar a Ilha da Hidra para a irem para a ilha principal.
OthersBoat

O Barco dos Outros.

Uma canoa a vela, foi usada por Sawyer, Kate e Karl para eles escaparem da Ilha da Hidra, a canoa pertence a Alex e é bastante utilizada para percursos rápidos. Mais tarde, é usada por Bernard e Jin para pescar. Os Outros usaram um barco para sequestrar Walt na jangada. Foi com esse barco que Michael e Walt deixaram a ilha. Ben veio neste barco e deu-o aos dois para que fossem embora. O veleiro Elizabeth, pertencente a Libby e posteriormente a Desmond foi roubado de Sayid, Sun e Jin pelos Outros. Porém, não se sabe se Os Outros o estão usando para se locomoverem.


Miscelânea

Missões do Grupo dos Outros

Curiosidades

  • O produtor Damon Lindelof disse sobre os Outros: "...eles comem frango, eles usam roupas do catálogo de J. Crew"
  • No DVD da 2ª temporada de Lost, o método dos Outros não deixarem rastros foi revelado quando um grupo de 12 Outros (vistos por Eko e Jin no episódio "...And Found") são vistos passando pela tela, com o último membro cobrindo o caminho com folhas.
  • No Access Granted TPTB é dito "E os outros ... sim, há outras coisas que os outros estão fazendo no mundo exterior, mas, hum ... não podemos dizer disso ainda."
  • Em Star Trek: em um episódio, o termo Os Outros é usado para descrever os antagonistas misteriosos que roubaram o cérebro de Spock usando técnicas médicas antigas.
  • O termo "Outros" foi criado por Rousseau e copiado pelos sobreviventes do Voo Oceanic 815; os sobreviventes de seção da cauda simplesmente chamavam-os de "Eles". Juliet é de fato a única "Outra" que refere-se como tal - normalmente em explicações.
  • Todos os Outros falam latim. Quando Sawyer pergunta por que, Juliet simplesmente diz "porque ele é a língua dos sabios.
  • Eles podem ser uma referencia a raça Sith, de Star Wars, que são uma ordem de guerreiros seguidores do lado negro da força que se opõem aos jedis. Eles se organizam em dois: um Mestre e um Aprendiz. Em Lost nos temos praticamente os Mestres que poderia ser analogo ao Richard ou a Jacob, logo que ambos são os mais experientes e o Aprendiz que poderia ser o Charles Widmore, Ben Linus e até mesmo John Locke. Os sith sempre aparecem em dois um mestre e um aprendiz, que ao atingir um alto nivel de poder mata o mestre e assume seu titulo e nomeia um novo aprendiz.

Perguntas não respondidas

Para teorias dos fãs sobre as questões não respondidas, veja: Os Outros/Teorias
  • Alvar Hanso estava ciente da presença deles quando fez o vídeo Sri Lanka?
  • Eles são mesmo "os mocinhos" como Ben disse?
    • Se sim, quais as razões de suas atitude "más" com os que acabaram de chegar na Ilha, como por exemplo, matar Scott?
  • Juliet diz que os outros estavam construindo uma pista de pouso. Seria a mesma pista na qual o Avião da Ajira airlines, que traz de volta os oceanic six, aterriza?

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.