FANDOM


1ª Temporada 2ª Temporada 3ª Temporada
4ª Temporada 5ª Temporada 6ª Temporada


"Meet Kevin Johnson" é o oitavo episódio da 4ª Temporada e o 80º de Lost; foi ao ar no dia 20 de Março de 2008.

Sayid confronta o espião de Ben no cargueiro, e Ben pede que Alex fuja do acampamento de Locke para sobreviver de um ataque imprevisto.

Sinopse

Flashbacks

Michael car.jpg

Michael bate seu carro.

Angustiado, diante de uma foto dele com Walt bebê, Michael escreve um bilhete e resolve sair. Ele entra num carro, e prende um bilhete em seu casaco com um alfinete e parte com o veículo a toda velocidade. Ele então parece chegar a um porto, onde segue em direção a um contêiner e diz "Sinto muito", antes de bater o carro.

Ele acorda em uma cama de hospital, onde compartilha um quarto com um idoso. Uma enfermeira chega e ele pergunta o que aconteceu. Ela então explica que ele tinha sobrevivido à um acidente de carro e que precisava descansar. Ao abrir os olhos, Michael se apavora ao perceber que a enfermeira é Libby. Sussurros são ouvidos, e ele começa a gritar. Quando acorda aos berros, ele percebe que aquilo não passava de um sonho. Uma enfermeira entra no quarto e pergunta seu nome, mas Michael não diz. Ela então pergunta se ele quer que liguem para Walt - nome que estava no bilhete preso a seu casaco. Michael diz que não.

Fake Walt.jpg

Walt na janela.

Algum tempo depois, Michael aparece batendo à porta de uma casa. Uma senhora abre, é a mãe de Michael, ele pergunta se pode entrar. Ela nega seu pedido, e diz que Walt não quer vê-lo. Michael insiste, e ela diz que pensava que eles estavam mortos quando, do nada, ressurgiram, sem que pudessem ser chamados por seus nomes verdadeiros; e que até que Michael explicasse como eles retornaram após dois meses de sumiço, ele não veria Walt. Ele então pede para que ela diga a Walt que ele o ama, ela concorda e entra na casa. Enquanto está indo embora, Michael olha para a janela, onde vê Walt, que fecha a janela e se recolhe em seguida. Michael abaixa a cabeça e segue.

Michael entra numa loja de penhores e tenta vender o relógio que Jin lhe deu. O dono oferece uma boa quantia, mas Michael diz que não quer dinheiro, e sim uma arma com balas. Algum tempo depois, Michael entra em um beco, onde nervosamente tenta carregar a arma e, quando está prestes a se matar, é interrompido por um alguém com uma voz familiar, que lhe pergunta as horas. Michael diz não saber, e se surpreende ao ver que esta pessoa é Tom. Michael então tenta atirar nele, mas sem sucesso, e os dois começam a brigar. A briga só acaba quando Tom pega a arma e aponta para ele, o que faz com que Michael tenha uma reação suicida, pedindo para que ele atire. Tom não obedece e diz que a Ilha não deixará que ele morra, não importa o que tente fazer, e completa dizendo ele tem um "trabalho a fazer". Tom então devolve a arma para Michael lhe instiga a tentar novamente. Mas antes que Michael possa esboçar qualquer reação, Tom sai dizendo que quando Michael ver que ele está falando a verdade, lhe encontrar na cobertura do hotel Earl.

Tom Michael.jpg

Tom vai a Nova Iorque ver Michael.

Mais tarde, em casa, Michael tenta se matar com um tiro na cabeça, mas a arma falha, o que confirma o que Tom havia lhe dito sobre a Ilha. Quando está prestes a tentar novamente, o noticiário da TV anuncia que os destroços do vôo 815 foram encontrados. Michael assiste, espantado. Ele vai ao hotel de Tom, que está acompanhado de um homem, que parece ser seu namorado. Tom pede licença ao sujeito, que sai. Tom comenta que não costuma sair da Ilha, mas diz que quando sai, aproveita para se divertir um pouco. Michael então pergunta se os Outros podem sair e voltar quando querem, e Tom responde dizendo que só alguns tem essa liberdade. Michael quer saber sobre a descoberta de seu avião em baixo d'água, e Tom explica que foi uma farsa montada por um homem chamado Widmore, que não quer que ninguém saiba o real destino do vôo.

Michael não acredita em Tom, e pede provas que Widmore está por trás da armação da farsa. Tom então lhe entrega uma pasta com vários documentos. Entre eles, uma foto de um cemitério na Tailândia escavado, de onde Widmore conseguiu os 324 corpos, um recibo da compra de um velho Boeing 777 e a ordem de frete de um cargueiro usado para despejar os destroços no fundo do mar. Michael pergunta a Tom o que querem dele, e Tom responde dizendo que esperam que ele suba à bordo de um cargueiro de Charles Widmore, e lhe mostra seu novo passaporte, como Kevin Johnson. Ele também diz que Widmore irá matar todos que estão na Ilha, e que essa é a única chance que ele tem de se redimir do que fez, matando toda a tripulação do navio.

Meet Miles.jpg

Michael conhece Miles.

Dias depois, Michael chega ao porto de Suva, em Fiji. Onde conhece Minkowski e Naomi, que lhe informa sobre a chegada de uma caixa em seu nome, ela pergunta se ele quer que mande para sua cabine, Michael diz que sim e embarca. Ao entrar no cargueiro, ele passa por Miles, que deixa Michael assustado ao dizer que sabe que seu nome não é Kevin, mas diz para Michael não se preocupar, já que 80% da tripulação está mentindo sobre algo. O celular de Michael toca, Tom pergunta se ele pegou sua encomenda, e completa dizendo para que ele espere o barco entrar um ou dois dias em alto-mar para entrar em ação. Eles desligam, Michael joga fora o telefone e o barco parte.

408 Michael on the boat.jpg

Michael no Barco

Em alto-mar, Michael assiste a uma discussão entre Naomi e Lapidus, para ver quem voaria primeiro. Ela sai, e ele se apresenta a Michael. Lapidus diz que o vôo 815 da Oceanic encontrado não é o verdadeiro. E complementa dizendo que está nessa porque Charles Widmore acha que 815 ainda está lá, em algum lugar. Algum tempo depois, Michael está em sua cabine, onde olha para a caixa, que está fechada com um cadeado.

Not Yet.jpg

A nota dentro da "bomba".

Noutro dia, Michael está limpando o assoalho quando ouve tiros. Ele olha para trás e vê Keamy e outros marujos treinando tiro ao prato com artilharia pesada. Espantado, Michael os interrompe, dizendo que achava que estava numa missão de resgate. Keamy pergunta se Michael não tem nada para limpar, ironizando-o para que saia. Michael vai à cabine, abre a caixa e pega uma maleta dentro dela. Ele vai até a casa de máquinas e, lá, abre a maleta, que está cheia de ferramentas, explosivos e um detonador. Ele programa tudo para a explosão mas, na hora de apertar o botão "executar", ouve a música que tocava no carro ao dirigir na tentativa de suicídio. Ele então ouve uma voz dizendo para ele não fazer isso e quando vira se depara com uma rápida alucinação de Libby. Nervoso, ele olha para o botão, hesita, mas o aperta, iniciando uma contagem regressiva de 15 segundos. E diz: "Eu te amo, Walt". No fim da contagem, em vez de uma explosão, a maleta libera uma haste com um bilhete escrito: "Ainda não".

Ben radio.jpg

Ben fala com Michael pelo rádio.

Michael está em sua cabine, quando recebe a visita de Minkowski. Ele o avisa de que há uma ligação para ele vinda do continente, de alguém chamado Walt. Michael vai com Minkowski à sala de comunicações, e pede para ficar só. Quando atende, se decepciona ao perceber que a voz é de Ben. Michael questiona Ben sobre sua missão de explodir a bomba. Ben diz que há pessoas inocentes naquele barco, sem noção do "monstro" para o qual trabalham. E diz querer mostrar a diferença de Widmore para ele. Ele então diz querer uma lista com o nome das pessoas que estão no barco, e ordena que Michael destrua a sala de comunicações após lhe enviar a lista. Ele também complementa dizendo que após destruir a sala de comunicações, destrua o motor, fazendo com que deste jeito, o barco nunca chegue à Ilha. Michael aceita e Ben então o inclui como sendo "um dos mocinhos".

Tempo Real

Na Ilha

Claire, Karl, Alex, Sawyer, Rousseau, Hurley e Ben estão na sala da casa do líder dos Outros quando Locke chega com Miles amarrado. Locke pede desculpas por não ter feito nada ainda, pois afirma que queria ter certeza antes de dar um próximo passo. Ele também diz que Miles tem algo a dizer a eles, e o médium conta que eles estão ali por Ben. Sawyer então pergunta o que eles estão esperando para entregar o Outro, e Ben explica dizendo que assim que o levarem, eles têm ordens para matar todos.

Claire fica indignada ao tomar conhecimento de que Ben é agora um deles, e ao ser questionado por Hurley sobre a identidade de seu espião no cargueiro, Ben responde diretamente dizendo ser Michael. Sawyer se revolta, querendo saber se era o mesmo Michael que eles conheciam, e Locke confirma. Locke está levando Miles de volta para a casa de barcos quando é interrompido por Sawyer, que disse que pensava que saberia de mais segredos - como o dinheiro pedido por Miles a Ben. Locke diz que não contou por achar que não teria necessidade já que não há um banco na ilha. Miles ri, e diz que Ben arrumará um jeito de conseguir o dinheiro. Sawyer quer saber como, e Miles diz que, já que há uma semana Ben tinha uma arma em sua cabeça e agora está em sua casa comendo bolo, certamente ele consegue o que quer.

Alex and coe.jpg

Alex grita quando Karl e Rousseau levam os tiros.

Ainda na casa de Ben, Karl e Alex brincam com Aaron e se despedem. Ben pede para falar com ela, que topa. Ele dá a ela um mapa para o Templo, onde diz ser o único lugar seguro na ilha. Ele também diz que eles conseguem chegar lá em um dia e meio de caminhada, e que os demais Outros estão lá. A garota pergunta por que não levar os sobreviventes, já que é seguro, e Ben diz que não é lugar para eles. Ele diz que o pessoal do cargueiro está atrás dele e que, se descobrirem quem ela é, a usarão pra chegar até ele. Karl e Rousseau concordam, e eles partem.

Rousseau, Alex e Karl estão caminhando pela mata quando a francesa ordena uma pausa de dois minutos, para beberem água e estudar o mapa. Alex pergunta o porque de Karl estar apreensivo. Ele diz ter um mau pressentimento sobre isso, e questiona o pedido de Ben para que se dirijam ao templo. Alex rechaça essa possibilidade, dizendo que sabe que ele não faria nada que a machuque. Momentos depois, eles ouvem tiros. Um perfura a garrafa d'água; e outro, o peito de Karl, que cai, possivelmente morto.

Rousseau e Alex fogem sob tiros e se abrigam atrás de uma árvore. Desesperada, Alex quer voltar para pegar Karl, mas Rousseau a impede dizendo que ele se foi. Rousseau planeja rapidamente uma tentativa de fuga, e pede para que Alex confie nela. A francesa abre a contagem e, quando se prepara para correr, é atingida também, caindo. Alex se agacha, desesperada, e observa movimentos na mata. Nisso, se levanta com as mãos erguidas, gritando: "Parem! Eu sou filha do Ben! Sou filha do Ben!"

No Cargueiro

No barco, Sayid e Desmond dormem, mas despertam ao ouvir um alarme. Eles correm para o deck, e vêem Gault surrando um homem que queria abandonar o navio. "Ninguém deixa o barco sem minha permissão! Estou batendo nele para salvá-los! Não lembram o que aconteceu com Minkowski?", grita o capitão, que diz que, assim que os motores do barco forem consertados, eles voltarão à caçada. Em seguida, ele pede a Kevin Johnson para limpar a sujeira.

Os demais se retiram, e Sayid vai falar com Kevin/Michael. O pai de Walt tenta evitar, mas Sayid diz que eles precisam conversar agora. De longe, Gault observa. "Por que você está neste barco?", pergunta o iraquiano. A resposta: "Estou aqui para morrer".

Michael the traitor.jpg

Sayid denuncia Michael.

No navio, Sayid e Desmond descobrem que Michael está na sala de motores, e vão falar com ele, que está acompanhado. Sayid diz que o capitão os mandou para ajudar, e o companheiro de Michael sai da sala. "Vocês não deveriam estar aqui!", diz Michael. Sayid o agarra, ele diz que ele não entenderia, e o iraquiano devolve: "Entenderei perfeitamente. Agora, diga como veio parar neste barco".

Vemos Michael diante de Sayid e Desmond, para os quais contou tudo o que vimos no flashback. "Então você está trabalhando para Benjamin Linus?", pergunta o iraquiano. Michael confirma, e Sayid o domina com uma chave de braço, o levando para a sala do capitão.

Sayid explica: "Esse homem não é quem você pensa. Ele era um passageiro do vôo 815. Passei dois meses com ele, quando ele nos traiu. Ele que sabotou sua sala de rádio, destruiu os motores e seu nome não é Kevin Johnson. É Michael Dawson, e ele é um traidor".

Curiosidades

Gerais

  • É sugerido que o flashback de Michael está situado entre os dia 68 (dia em que Michael e Walt deixam a ilha, já que Michael se afastou de Walt desde que revelou a verdade sobre o que fez na ilha) e dia 82 ( o dia em que Os Outros deixaram O Acampamento, já que Ben é mostrado em sua casa no Acampamento.
    • Além disso, a aparição de Tom parece se situar entre o dia 74 e o dia 80 já que ele está na Hidra antes do dia 74 e no Acampamento no dia 80.
    • Há árvores de Natal visíveis no flashback de Michael, o que sugere que ele está em Dezembro.
    • O Kahana deixa o porto de Fiji antes do dia 87 (o dia em que Naomi chegou na ilha).
  • As inscrições em coreano na parte traseira do Relógio Rolex que Jin dá a Michael foram traduzidas como: "parabéns", "cooperação mútua", "desenvolvimento de negócios" e "Sr. Paik".
  • Michael ouve sussurros e vê Libby um pouco antes de ele detonar a bomba no cargueiro. Esta é a primeira vez que os *"sussurros"* são ouvidos fora da ilha.

Notas de produção

  • Charlotte, Daniel, Jack, Jin, Juliet, Kate, e Sun não aparecem neste episódio.
  • Cynthia Watros é o primeiro membro do elenco inicial a retornar à série como estrela convidada e não ser creditada como uma estrela "especial" convidada.
  • Kewalo Basin, o pequeno porto comercial em Kaka'ako, foi transformado no Porto de Suva, maior porto e entrada para a capital de Fiji para este episódio.
  • Um dos poucos episódios da série que ocorre quase completamente em flashback. Este é o flashback mais longo a ser mostrado, excedendo "Flashes Before Your Eyes" por somente uns poucos segundos.

Erros de gravação

  • Só um helicóptero é visto no deck do cargueiro quando Michael chega, embora o Kahana é suposto estar carregando dois.
  • Na fragata, quando Tom desliga o telefone após conversar com Michael, ele pode ouvir um tom de discagem. Apenas telefones fixos dão tons de discagem.
  • Quando Libby aparece à Michael no hospital, uma árvore de Natal é claramente visível por sobre seu ombro; e repetidamente aparece e desaparece em várias cenas.
  • Quando Karl é baleado, sua garrafa plástica de água mostra só um buraco. Deveria haver dois.
  • A lente de contato do olho direito da Alex no final do episodio desloca-se

Temas Recorrentes


Temas Recorrentes em Lost
Preto e BrancoAcidentes de CarroConexões entre PersonagensDestino contra o Livre ArbítrioGolpesOlhosCriançasAmputaçõesAprisionamentosIsolamentoApelidosChuvasSonhosVida e MorteReligiões e IdeologiasOs NúmerosSegredosTempoGravidezQuestões Familiares


Referências Culturais

Referências
(somente referências diretas)
ArtesLivrosAutomóveisJogosFilmes e TVMúsicas TocadasReligião e Ideologias
  • Kurt Vonnegut, autor de Slaughterhouse Five, é mencionado como uma resposta no game show que Michael está assistindo. (Livros)
  • O Iluminado é um filme de terror do ano de 1980 dirigido por Stanley Kubrick, baseado em um livro de Stephen King de mesmo nome. Minkowski repara que Michael o lembra do personagem principal do filme, interpretado pelo ator Jack Nicholson. (Filmes, Seriados e Desenhos)
  • Star Wars: Antes de sua morte, Karl diz, "I've got a bad feeling about this", ou seja "Eu tenho um mau pressentimento sobre isto." Esta é uma frase que é falada em cada episódio de Star Wars. (Filmes, Seriados e Desenhos)
  • Cass Elliot: A música que está tocando no carro quando Michael tenta se matar é "It's Getting Better" de Cass Elliot, que também gravou "Make Your Own Kind of Music". (Músicas)
  • The Hotel Earle é um hotel de ficção que é uma manifestação do inferno, isolado em Nova Iorque, no filme Barton Fink de 1991. (Filmes, Seriados e Desenhos)
  • Star Trek: O segundo sneak peek do episódio tinha um som de "alerta vermelho" de Star Trek: The Next Generation como o alarme do cargueiro. Esse som foi alterado na versão que foi ao ar. (Filmes, Seriados e Desenhos)

Técnicas Literárias

  • Esse episódio é centrado na história de Michael lidando com seu envolvimento com Ben e como o espião do Kahana. (Flashbacks)
  • Michael troca o Relógio Rolex do Jin por uma arma, com a qual ele tenta se matar. Na ilha, Jin tentou matar Michael por causa do mesmo relógio. (Ironia)
  • Ben diz que Charles Widmore é "sem consciência", embora Ben tenha matado seu próprio pai. (Ironia)
  • Quando Michael faz sua tentativa de suicídio no automóvel, uma canção otimista está tocando. (Ironia)
  • Tom diz a Michael: "Você ainda tem trabalho a fazer." (Frases Comuns)
  • Michael é visto tentando consertar as máquinas, as mesmas as quais ele concordou em sabotar. (Ironia)
  • Ben chama Michael de "um dos mocinhos". (Frases Comuns)
  • Sayid se vira contra Michael porque ele trabalha para Ben. No futuro (como visto em "The Economist"), o mesmo Sayid trabalha para Ben. (Ironia)
  • Michael fez sacrifícios terríveis para obter de volta Walt, que estava com os Outros, só para perdê-lo novamente depois de lhe contar sobre ter matado Ana-Lucia e Libby. (Ironia)
  • Frank fala a Michael sobre a ideia de encontrar os sobreviventes do voo 815 vivos. (Ironia)
  • O episódio termina com Karl e Rousseau seriamente machucados por tiros, mas com sua condição e com a identidade dos atiradores desconhecida.
  • O episódio tem uma narrativa de final de livro no qual o flashback de Michael é revelado como se ele estivesse contando a história para Sayid e Desmond. (Flashbacks)


Análise da História

  • Michael tenta detonar uma bomba na sala de máquinas do Kahana com o objetivo de matar todos e ele mesmo.


Referência a Episódios

  • Antes de tentar o suicídio, Michael diz "I'm sorry - Me desculpe," da mesma forma que ele fez imediatamente antes de atirar em Ana Lucia. ("Two for the Road")
  • Michael troca o relógio que Jin lhe deu. ("House of the Rising Sun") ("Exodus: Parte 2")
  • Michael diz à sua mãe que ele quer ver Walt "Porque ele é meu filho. Este é o meu direito," como ele disse a Jack. ("The Hunting Party")
  • Após deixar a Ilha, Michael conta a Walt sobre ter matado Libby e Ana-Lucia, fazendo assim Walt o odiar. ("Two for the Road")
  • Quando Libby aparece nas visões de Michael, ela está carregando cobertores, do mesmo jeito quando ele atirou nela.("Two for the Road")
  • É revelado que Tom é gay. Isto foi sugestionado em um episódio anterior quando Tom comentou que Kate não era seu "tipo." ("A Tale of Two Cities")
  • Walt está morando com a Mãe de Michael. Antes do avião decolar, Michael liga para ela, para perguntar se ela ficaria com Walt. ("Exodus: Parte 2")
  • Quando os tripulantes quase saem do navio com um bote, Gault os lembra do que aconteceu com os últimos dois que tentaram fazer isso, lembrando de Minkowski. ("The Constant")
  • Ben chama Michael de "um dos caras do bem." Antes de deixar a Ilha, Michael pergunta a ele quem eles são,e Ben responde "Nós somos os caras do bem, Michael." ("Live Together, Die Alone")
  • Michael supõe que Naomi é oriunda de Manchester, Inglaterra. Charlie, também de Manchester, supõe o fato da mesma forma. ("Greatest Hits")
  • A bomba que é dada a Michael tem um botão legendado "EXECUTE," bem como o computador dentro da escotilha O Cisne. ("Adrift")
  • Antes de pressionar o botão "Execute" na bomba falsa,Michael diz, "Eu te amo, Walt", repetindo Desmond dizendo, "Eu te amo, Penny" antes do mesmo virar a chave de segurança na Cisne. ("Live Together, Die Alone")
  • Michael se torna depressivo e suicida após deixar à Ilha, e está impossibilitado de se matar. Mais tarde, Jack se torna depressivo e suicida após ter deixado à Ilha, mas é interrompido quando tenta suicidar-se na ponte. ("Through the Looking Glass")
  • Ben diz à Michael para fazer uma lista das pessoas no cargueiro, como ele uma vez disse a Ethan e Goodwin para fazerem listas dos sobreviventes do Vôo 815. ("A Tale of Two Cities")
  • Sabendo que Locke não irá entregar Ben ao cargueiro, Claire diz "então ele é um de nós agora". ("One of Us")

Questões não respondidas

Flashback

  • O quê aconteceu à Walt desde que ele deixou a ilha?
  • Como Tom saiu da Ilha e o que ele faz enquanto está fora da Ilha?
  • Como Miles sabia que Michael não era quem reivindicava ser?
  • Quem é a senhora perto de Michael no hospital?
  • Por que Michael não pode se suicidar?

Na Ilha

  • Por que Ben sente que o Templo é somente para Os Outros?
    • Por que Ben permite Rousseau escoltar Alex e Karl ao templo se lá é somente para Os Outros?

Links Externos


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória