FANDOM


5x16-5x17-17.jpg

Jack Shephard carrega consigo uma lembrança de sua primeira grande operação como médico, a qual cometeu um grave erro. Jack contou até cinco, e deixou o medo invadí-lo apenas por esse tempo, e então terminou a operação. Na Ilha, Jack contou esta história à Kate Austen. Mais tarde, o casal utilizou essa história para Kate poder fugir da Ilha da Hidra com Sawyer. Porém a cena da história só foi exibida no episódio "The Incident".

História

5x16-5x17-11.jpg

O medo de Jack simplesmente desaparece.

Jack Shephard está em uma cirurgia operando uma adolescente. Seu pai, Christian Shephard acompanha todos os procedimentos. E então, Jack acidentalmente rompe o saco dural da espinha de sua paciente e entra em pânico. Seu pai, calmamente, diz que só conseguirá fazer isso evitando o medo. Ele manda Jack contar até cinco e, se desse modo ele não se acalmasse, o próprio Christian faria a cirurgia. Então Jack começou a contar. Um... dois... três... quatro... cinco. E, recuperado, voltou à cirurgia.

Após saírem da sala de operação, Jack diz a seu pai que está zangado porque ele o havia tirado da cirurgia no meio do procedimento e que tinha lhe desrespeitado na frente da sua equipe.

CHRISTIAN: Algo errado, Jack?

JACK: Você me deixou embaraçado.

CHRISTIAN: Deixei?

JACK: Já é ruim o bastante todos no hospital pensarem que só peguei esta residência porque você é meu pai. E aí você me interrompe durante meu primeiro grande procedimento cirúrgico. E na frente de toda minha equipe! Pai, sei que não acredita em mim, mas preciso que eles acreditem.

CHRISTIAN: Tem certeza que sou eu que não acredito em você, Jack?

Jack Shephard e Christian Shephard, "The Incident"


JHJack.jpg

Jack se emociona e chora ao contar sua história.

JHKate.jpg

Kate não "saiu correndo pra porta de saída" como disse que faria.

Anos após o incidente, Jack embarca no voo 815. Com o acidente, ele sofreu um grave corte em suas costas. Mesmo sendo um médico, não conseguia alcançar para poder costurar o ferimento, e assim, pediu ajuda a uma outra sobrevivente, Kate Austen. Enquanto prosseguiam, Jack e Kate conversaram sobre ter medo.

KATE: Não parece ter nem um pouco de medo. Não entendo isso.

JACK: Bem, medo é uma coisa meio estranha. Quando eu era residente, a primeira coisa que fiz sozinho foi um operação na coluna de uma garota de 16 anos. E no final, após 13 horas, eu a estava costurando e... sem querer cortei o saco dural. Fica na base da espinha onde todos os nervos se juntam. Com uma membrana fininha feito lenço de papel, e... E eu rasguei.

Os nervos se derramaram, que nem massa cabelinho de anjo, o fluido espinal jorrando dela e eu... O terror foi tão... louco, tão real... e eu sabia que tinha que lidar com aquilo.

Então fiz uma escolha. Eu deixaria o medo chegar. Me dominar. Fazer o que tinha que fazer. Mas só por alguns segundos, era só o que eu daria ao medo. Então comecei a contar. Um, dois, três, quatro, cinco. E ele desapareceu. Voltei ao trabalho, costurei-a e ela ficou bem.

KATE: Se tivesse sido eu, acho que teria corrido pra porta de saída.

JACK: Não, não acho que seja verdade. Não está correndo agora.

Jack Shephard e Kate Austen, "Pilot, Parte 1"


Meses depois, a história se foca novamente, porém dessa vez, Kate conta a Jack. Depois que Jack concordou em fazer a cirurgia de Ben, o médico mantém seu paciente como refém, e diz que só irá terminar a cirurgia quando tiverem deixado Kate e Sawyer escaparem. Como prova de segurança, de que o acordo realmente foi feito, Jack pediu para Kate contar "a história que contei quando estava me costurando" quando estiverem a salvos e longe dos Outros, já que essa era uma história na qual somente ambos sabiam.

JH2Jack.jpg

Jack usa a história para certificar se Kate está bem.

JH2Kate.jpg

Kate conta a história toda, e assim, foge junto com Sawyer.

[Conversa via walkie-talkie]

KATE: Espere, onde você está?

JACK: Kate, escute bem! Lembra do que falei na praia? Lembra da história que contei quando estava me costurando? Lembra?! Quando estiver em segurança, entre em contato e conte a história. Se não ligar em uma hora, saberei que algo deu errado e ele [Ben] morre!

[...]

[Depois que Sawyer e Kate conseguem fugir, Kate entra em contato com Jack]

JACK: Vocês estão a salvo? Você e Sawyer?

KATE: Sim.

JACK: Conte.

KATE: Contar?

JACK: Na praia, no dia do acidente. A história que lhe contei. Se estiver em segurança, conte.

KATE: Você estava operando uma garota. E fez besteira. Você cometeu um erro. Rompeu algo na coluna dela, e os nervos se soltaram. Você disse que sentiu muito medo. E disse que o medo era muito... real. Você não sabia o que fazer. Então, você contou até cinco. E não sentiu mais medo. O medo desapareceu. E você a curou. Você a salvou.

[...]

Jack Shephard e Kate Austen, "Not in Portland"

Curiosidades

  • A paciente da cirurgia tinha 16 anos de idade.
  • Essa história inspirou Jack a tatuar o número 5 em seu braço. Cinco foram os segundos que Jack deixou o medo invadi-lo.

Estava lendo suas tatuagens. O 5 e as estrelas são bonitos. Mas o chinês, achei... um pouco irônico.

Isabel, "Stranger in a Strange Land"

  • A técnica de contar até cinco foi utilizada por Kate em dois episódios.
    • # "Pilot, Parte 2", quando Kate se escondia do Monstro. Ela se separou de Jack e Charlie na correria, e escondeu-se embaixo de uma árvore.
    • # "Man of Science, Man of Faith", quando Locke a descia por uma corda para o interior da escotilha. Quando Kate chegou no "quatro", ela ouve um barulho, e grita para Locke que havia alguém lá dentro. E desaparece junto com uma luz de holoforte que se acendeu.


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória