FANDOM



Diane Janssen era a mãe de Kate Austen. Diane ficou grávida de Kate por um homem chamado Wayne (possivelmente por isso ela se casou com Sam Austen). Kate cresceu acreditando que Sam era seu pai biológico. Eventualmente, Diane voltou para Wayne, apesar dele abusar fisicamente dela. Wayne que era um alcoólatra, também tentou abusar de Kate que ainda não sabia da "verdadeira" identidade do pai dela.

Antes de 22 de Setembro de 2004

Olhando um álbum de fotografia da guerra que Sam participou, uma data chamou atenção de Kate. Uma fotografia mostrou Sam na guerra, nove meses datados antes de Kate nascesse. Kate entendeu a verdade então - Wayne era o real pai dela, porque era impossível Sam ter estado com Diane ao redor da data da concepção de Kate.

Repugnada de como ele estava arruinando a vida de sua mãe, Kate explodiu a casa de Wayne enquanto ele ainda estava dentro. Antes de fugir, Kate consultou Diane sobre o que ela tinha feito. Diane, odiou o fato que a própria filha tinha matado há pouco o homem que ela amou, entregou Kate para polícia. ("What Kate Did")

Diane serviu café a Sawyer, e o sócio dele, Gordy, como eles estavam se encontrando para falar sobre o golpe que envolvia Cassidy Phillips. ("The Long Con")

Kate precisou saber por que Diane tinha a entregado. Com a ajuda de Cassidy, Kate confrontou a mãe dela. Diane lhe falou, " você não pode ajudar que você ama, Kathryn, e por bem ou mal eu o amei". Quando Kate tentou se defender, Diane replicou que Kate matou Wayne por ela e não por Diane. Ela falou para Kate que ela não a entregaria, mas se Kate voltasse ela gritaria por ajuda. Kate foi embora desolada . Kate contou para Cassidy ela não pôde perdoar a mãe dela. ("Left Behind")

Diane desenvolveu câncer eventualmente. Por uma cadeia de eventos, Kate tornou possível visitar a mãe morrendo no hospital. Diane aparentemente desavisada do encontro, foi levada para realizar um exame e ficou surpresa quando a filha dela apareceu. Começou a gritar por ajuda, da mesma maneira que ela tinha advertido que faria. Um doutor se apressou para ver o que acontecia, mas Kate correu para a porta só a tempo de fugir. Este foi o último encontro que Diane teve com a filha dela antes de ela morresse. ("Born to Run")

Após o Resgate dos 6 da Oceanic

O médico de Diane disse que ela somente tinha seis meses de vida, mas que poderia extender-se por mais quatro anos, tempo suficiente para Kate retornar e enfrentar o julgamento pelo assassinato de Wayne. Diane deveria ser a testemunha chefe de acusação, mas a experiência de primeiro acreditar que Kate estava morta e depois descobrir após a volta de Kate que ela tinha um neto, causou em Diane novos pensamentos. Diane, que ficou presa a uma cadeira de rodas ligada a um tanque de oxigênio por causa doença, tentou chegar a Kate para que ela pudesse ver Aaron e em troca ela prometeu não testemunhar. Kate recusou-se, contudo Diane acabou também não testemunhando. ("Eggtown")}


Curiosidades

  • O sobrenome é uma referência ao programa de TV The Fugitive, que estrelou David Janssen.


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória