FANDOM


Concurso 5ª Temporada
Concurso Episódios Sexta Temporada

Episódio 01

Leia o roteiro deste episódio.

Estrelando:

Flashbacks

Um homem está sentado escrevendo algo em um diário, apressadamente mergulhando sua pena em um tinteiro. Tem a mão trêmula, então tosse sangue que espirra nas páginas. Ele fecha o diário, vemos a palavra “Ledger” escrita em sua capa e ele se levanta, subindo até o convés de seu navio. Tripulantes de trajes antigos estão espalhados pelo navio no meio de um mar nebuloso, visivelmente adoecidos. O homem tenta andar até a proa, mas cai ao chão. Um dos tripulantes vem ao seu encontro, e o tenta socorrer. Falando em latim, chama por Ricardus. Richard Alpert surge e faz perguntas aos tripulantes, e tenta checar as pulsações do capitão. Ele encontra um amuleto de ouro em uma das mãos do capitão, onde se lê “Tovard”. Abrindo-o, Richard encontra a foto de um bebê, e guarda o amuleto em seu bolso. Sabendo que o capitão do navio estava morto, Richard é questionado do que eles irão fazer agora, e responde: “O que já estamos fazendo há cento e oito dias: vamos continuar navegando. Até encontrar terra”.

De repente, o céu se ilumina. O mundo parece passar pelos olhos de todos os tripulantes até eles se encontrarem em um dia ensolarado. Ao olharem à oeste veem a Ilha. A câmera mostra a frente do navio, onde se pode ver inscrito “Black Rock”, e abaixo “Porthsmouth”. A Estátua de Taweret pode ser vista completa. Richard pega uma luneta e vê um homem de branco e um homem de preto sentados na areia da praia. Richard admira a frente da grande Estátua, e então é mostrado Sawyer, Juliet, Jin e Miles olhando para sua parte de trás. Locke está na câmara perto de onde será a futura estação Orquídea, e coloca a roda congelada em seus eixos. Um grande clarão toma todos os lugares, e então Richard e os outros tripulantes do Black Rock se encontram em cima do navio que está no meio da floresta. O capitão, Magnus Hanso, havia sumido.

Os tripulantes observam a floresta e escutam os estranhos barulhos que começa a aumentar. Uma árvore é arrancada do chão e jogada ao ar. Eles descem ao chão da Ilha na tentativa de escapar, porém Richard permanece onde está. O monstro da fumaça aparece, e se estende como um tapete aos pés daqueles que saíram do navio. De repente, todos são puxados ao chão e levados para fora. Richard é o único no convés do navio. Ele corre para a câmara do capitão, pega um molho de chaves e o diário de bordo. Pula do Black Rock e se lança ao chão da Ilha. Ele vê um grupo de tripulantes correndo pela floresta, e quando fala de levar os escravos, um dos tripulantes, Thomas, diz para os deixar lá.

Richard começa a correr, olha para trás e vê o Monstro entrando, destruindo o navio e pegando um dos escravos. Já de noite, Richard e os tripulantes armam um pequeno acampamento, e ele, o único acordado, lê o diário de bordo ao pé da fogueira.

“Ainda estamos perdidos no mar. Continuamos seguindo à oeste, mas nenhuma terra avistamos. Temo não conseguir sobreviver. Minha tripulação sofreu baixas e os escravos já devem estar todos mortos. Cpt. Magnus Hanso. Dia 108.”

Richard folheia mais algumas páginas, e então vê um homem no mar próximo à praia onde estavam. É o capitão. Richard tenta o seguir entrando na floresta. Porém, perde-o de vista, se encontrando na frente de um alto muro de concreto coberto com hieróglifos. Ele dá alguns passos, e vê o corpo do capitão jogado e com sangue. Ele está morto.

Mais tarde, Richard guia os outros sete tripulantes do Black Rock pela floresta até o muro de hieróglifos. Richard contou aos outros tripulantes que estava procurando por comida quando viu Magnus andando pela floresta. Eles discutem como seria possível o capitão estar vivo, até encontrarem o grande muro e o corpo de Magnus. De repente, uma pedra do muro é arrastada e Jacob aparece, dizendo que estava esperando por eles.

Ao lado de Jacob, Richard se dirige à uma tenda. Enquanto isso, os outros estão do lado de fora, ao redor de uma fogueira onde uma carne está em preparo. Apreensivos, eles olham para a tenda onde Richard se senta em uma cadeira. Richard diz para Jacob que partiram em seu navio negreiro em abril de 1881 de Papua-Nova Guiné em direção à África. Diz também que deveriam ter avistado a costa da Indonésia no fim dos primeiros 16 dias de viagem, mas o que viam era apenas o oceano. Que a falta de suprimentos levou muitos deles, e que ficaram perdidos por 108 dias até acharem a Ilha. Jacob revela o seu nome, e toca Richard ao cumprimentá-lo. Richard é guiado para sair da tenda. E vê duas pequenas esculturas egípcias, que antecedem a escadaria que leva à uma arquitetura imperial, onde, ao lado de colunas enormes, uma estátua do falcão Hórus guarda a entrada para o templo. Jacob dá as boas-vindas a Richard.

Muito tempo depois, em 1977, Richard e Eloise Hawking estão andando pela floresta com roupas molhadas, e presenciam um grande barulho vindo da construção da estação Cisne. O céu brilha intensamente, e então tudo volta ao normal. Charles Widmore aparece e diz que Benjamin Linus havia acordado. Richard vai até o acampamento dos Hostis, e, ao se encontrar com Ben, diz que é a hora para ele voltar.

Tempo Real

Na Ilha

Richard, Ilana, Sun, Bram, Frank e alguns Hostis e sobreviventes do Ajira 316 estão perto dos restos da estátua. Ilana mostra para todos o corpo do falecido John Locke, fazendo se perguntarem quem estava se passando por ele. Ilana pergunta para Richard o que fazer, e ele diz para esperarem. Ilana discorda com a ideia, e Richard diz que tem os mesmos objetivos que ela, quem questiona se “ele” será capaz.

Então, a passagem de pedra da Estátua se abre, e Benjamin sai alegando que Jacob estava morto, e que Locke havia o matado e depois desaparecido, mas ao ver o corpo de Locke no contêiner da Ajira Airways se assusta, perguntando de onde aquilo havia vindo. Richard manda dois hostis, Rebecca e Noah, entrarem dentro da câmara debaixo da Estátua para a verificarem. Quando Richard procura por Ilana, não a encontra, e nota que Frank e aqueles que haviam chegado junto com ela não estavam mais lá. Ben se agacha ao lado do corpo de Locke e diz que Jacob havia falado que “eles estavam chegando”. Richard pergunta quem seriam esses, e Ben responde, “Eu esperava que você pudesse me dizer”.

Já com o sol nascendo, Rebecca e Noah saem da Estátua dizendo que não havia ninguém em seu interior. Richard então diz que eles devem levar o corpo de Locke no contêiner, onde ele os guiará até o templo. Quando perguntado a razão, Richard responde que Jacob ainda não está morto.

Enquanto isso, Ilana, Bram, Frank e outros três homens estão no mar em uma das canoas. Ilana diz que eles estão indo até o templo, e então a canoa bate em algo. Frank encontra Juliet inconsciente, e a puxa para dentro tentando reanimá-la.

A caminho do templo, Ben pergunta para Richard o que eles estão indo fazer no templo. Richard diz que conhece Jacob desde que chegou à Ilha, que ele acolheu toda sua tripulação e é hora de retribuir. Benjamin pergunta como Jacob ainda não estava morto, se ele mesmo o viu morrer. Richard diz que Ben viu Locke morrer em suas mãos e mais tarde o viu andando pela floresta como se nada pudesse atingi-lo, e revela que o falso Locke está indo para o templo também, indo terminar o que começou.

Ilana e os outros continuam a remar. Frank para de remar e pergunta quanto tempo demorará até chegar ao templo. Todos se assustam quando Juliet tosse e chama por James. Ao distante no oceano eles avistam uma canoa com Sawyer, Juliet, Miles, Faraday, Charlotte e John Locke. Bram grita para todos que “ele” está lá, e começa a atirar contra a outra canoa. Então um tiro é disparado contra o ombro de Frank. De repente, a canoa de Locke desaparece.

Na floresta, Richard diz à Sun esquecer tudo que o falso Locke havia lhe dito, e quando é questionado sobre como seus amigos em 1977 haviam morrido, Richard responde que eles estavam próximos de uma explosão nuclear. Um dos hostis grita por Richard interrompendo a conversa, e o chama para ver algo. É Jack em um macacão da DHARMA.

Fora da Ilha

Em Los Angeles, Eloise Hawking dá um tapa no rosto de Charles Widmore e entra em um táxi. Widmore segue em direção ao hospital. Na sala de espera, uma enfermeira cuida do pequeno Charlie. Widmore diz à ela entregar uma caixa para Desmond, falando que é um presente. A enfermeira segue até o quarto de Desmond. Penny sai do quarto, deixando a enfermeira e Desmond a sós. A enfermeira entrega a caixa para Desmond, dizendo que é um presente de seu sogro, e sai do quarto. Ele fica sozinho no quarto, e hesita ao abrir a caixa, mas então a abre e encontra um bilhete dizendo “Deixe-se guiar, Hume. A sua volta é inevitável”. Amassa o bilhete e o joga para o lado. Ele olha novamente para dentro da caixa e vê o diário de bordo do Black Rock. Folheia-o e então lê algo em uma das últimas folhas que lhe chama a atenção. Pensativo, ele tira os olhos do diário. Então, Widmore sai do hospital enojado ao ver Charlie dormindo.


Episódio 02

Leia o roteiro deste episódio.

Estrelando:

Na Ilha

Hurley acorda próximo ao riacho das cavernas e vê Jacob, o reconhecendo como "o cara do táxi", aquele que lhe disse que não estava morto. Jacob confirma, porém diz que desta vez estava morto, pelo menos por enquanto. Também diz que é para Hurley encontrar o violão que ele trouxe consigo, que foi transportado junto com ele de volta para o tempo real. E então, depois de encontrá-lo, Hurley receberá a visita de seu dono, Charlie, e Hurley deverá entregá-lo um pedaço de papiro que Jacob o dá, dizendo que ele contém uma missão que quer que Charlie realize. Hurley se questiona a razão dele ter que fazer isso, e Jacob responde, "Porque só você pode conversar conosco. Só você pode nos invocar", então dizendo, "Você é especial de verdade, Hugo".

Visões de Desmond

Em uma visão, Desmond acorda na Ilha sem saber o que está acontecendo. Ele vê Charlie o encarando por entre as árvores, e quando se levanta para ir em sua direção, Charlie adentra a mata. Desmond tenta segui-lo, porém o perde de vista. Ele começa a escutar galhos se quebrando, e vai em direção deles. Ele encontra Sawyer, mas Sawyer não parece o ver. Desmond tenta tocá-lo, mas sua mão o transpassa. Sawyer ouve um barulho, e se prepara para atirar com a arma que carrega, mas então vê que é Miles preparando-se para fazer suas necessidades. Sawyer pede desculpas e espera Miles terminar de fazer o que está fazendo. Quando termina, Miles vai até Sawyer e lhe pergunta a razão dele não estar em casa comendo yakissoba enquanto os outros não viajam até Los Angeles. Sawyer diz que não sabe, e que, no momento, só quer encontrar Juliet. Miles questiona a morte dela, e Sawyer diz que quer se despedir.

Em outra visão, ele está de volta na Ilha. Ele encontra Jack em um macacão DHARMA, sangrando e inconsciente deitado em uma rocha. Desmond tenta em vão reanimá-lo. Então, uma mulher aparece apontando para o corpo de Jack, e várias pessoas aparecem, incluindo Ben e Richard. Ben vai até Jack e o acorda. Jack, assustado, pergunta onde está Locke e o que eles fizeram com ele. Quando questionado por Richard, Jack diz que eles estavam conversando quando algo atingiu Jack por trás. Ele fala que Locke disse que os Hostis queriam feri-lo. Richard diz que Locke não está com eles, e diz que vai contar a história do que aconteceu com Locke se Jack aceitar o seguir.

Sayid está sentado usando uma árvore como encosto, sofrendo com o tiro que levou antes do incidente. Locke aparece, e Sayid pede-lhe ajuda, mas este vira as costas, dizendo que não irá ajudá-lo porque Sayid não é mais útil para ele. Locke vai embora, e não muito tempo depois a fumaça preta aparece e esmaga a cabeça de Sayid contra uma árvore. Não há como Desmond, quem apenas presencia a cena, ajudá-lo. Então, Charlie aparece, e diz que é isso o que acontecerá com Desmond se ele não voltar. Desmond estranha a presença de Charlie, e Charlie diz que ele tem uma missão para cumprir. Também diz que ele deve voltar para a Ilha, e que é o único que poderá realmente detonar a Jughead. Quando Desmond pergunta o que é a Jughead, Charlie responde para que ele encontre Eloise Hawking, e que ela e o professor Wells irão ajudar Desmond. Desmond pergunta a Charlie como ele foi parar ali, e Charlie responde, "Passado? Futuro? No mundo dos mortos as leis do tempo não existem. Somente os tolos são dominados pelo tempo... E você não é tolo, Desmond, por isso é você quem deve cumprir essa missão. Agora vá. Acorde e comece sua missão. Kate está vagando sozinha pela selva, Sayid está morto, Jack, confuso. Você não pode evitar que essas coisas aconteçam, mas pode mudá-las. Enfim, todos precisam de você. Cumpra sua missão".

Fora da Ilha

Desmond lê o diário que Charles Widmore o entregou na cama do hospital. De repente, Penny entra no quarto e pergunta o que é aquilo que Desmond segura. Ele fala que é melhor ela não ler o que está escrito ali, e a faz prometer que não irá ler esse diário.

Pouco tempo depois, Desmond continua no hospital, e durante um pesadelo diz que não pode voltar, pois havia prometido à ela que não iria, contercendo-se e suando. Penny o acorda, dizendo que já é seu terceiro pesadelo do dia, e que iria chamar a enfermeira. Desmond pede para que ela não faça isso, e que ele não está tendo pesadelos, são visões. Penny discorda, dizendo que ele não tem esses flashes há muito tempo, e que desde que seu pai trouxe o diário suas vidas parecem ter mudado. Ela ameaça ler o que está escrito se isso não acabar logo. Desmond a lembra de sua promesa, e então se levanta desligando os fios que o ligavam ao soro e aos aparelhos. Penny pergunta a Desmond o que ele está fazendo, que ele está muito estranho e que ela não sabe mais como agir nem o que pensar. Ele a interrompe, falando que se ela o ama de verdade, para que pegue o pequeno Charlie e dar um jeito de sair dali, porque um homem apareceu em seus sonhos dizendo que ele deveria voltar para a Ilha, que ele tem a chave para mudar o destino, então revelando que esse homem era Charlie Pace.

É noite. Desmond vai à mansão de Charles Widmore e diz ao guarda da guarita que quer falar com Widmore. Quando o guarda nega, Desmond começa a buzinar freneticamente. Widmore o deixa entrar. Desmond diz que precisa do endereço da casa de Eloise Hawking. Widmore pergunta se essa é a razão de Penny ter ligado para ele, desesperadamente dizendo que seu marido havia sumido. E Desmond diz que sim, e também para que Widmore receba Penny e Charlie em sua casa, e para que ele forje a morte de Desmond para todos. Widmore concorda com o plano, e diz que tinha tentando mudar o que iria acontecer no futuro, mas o que está feito, está feito, e pede para que Desmond siga tudo o que acontecer naquele diário.

Desmond chega na casa de Eloise. Ele bate na porta, e Eloise aparece, dizendo que ela e seu amigo George estavam esperando por ele, depois de uma ligação de Widmore os avisando disso. Um homem velho, George, cumprimenta Desmond, dizendo que ele é o professor George Wells e que está muito ansioso por conhecê-lo, já que Desmond tem um dom especial, o de ter um corpo mais suscetível a interferências do tempo e espaço do que a maioria dos homens. Desmond, tentando mudar de assunto, pergunta o que é Jughead. Eloise diz que ela é uma bomba de hidrogênio que seu filho e seus amigos tentaram explodir anos atrás quando voltaram para a Ilha. Que seu filho calculou que, se a bomba explodisse durante o incidente eletromagnético que deu origem à estação O Cisne, o destino de todos seria modificado e eles nunca teriam voltado à Ilha após o dia que Desmond não apertou o botão. George diz que Daniel Faraday tentou consertar a bagunça que Desmond causou. Eloise revela que a bomba ainda está para explodir, e que Desmond é o único que pode voltar lá novamente e consertar tudo. Ela também diz que não sabe se Desmond poderá ou não morrer em sua missão.

Desmond vai até o laboratório do professor Wells juntamente com Eloise. Lá existe um catalisador eletromagnético. O professor pergunta se Desmond está pronto, e Des responde que sim. Wells aponta que Desmond é "o cara que apertava o botão", e se isso der certo ele nunca será resgatado. Desmond, sem pensar, diz que agora é tarde demais e que vai terminar o que começou. Ele entra dentro do catalisador e, em um clarão, desaparece. Então, Wells pergunta que se Desmond parar em um tempo tão distante, como poderia detonar a bomba depois de tantos anos, e Eloise diz que ou ele encontrará um modo de viajar pelo tempo ou não irá envelhecer.

O capitão Magnus Hanso, muito adoecido e tossindo, anda pelo corredor em direção à sua cabine. De repente, ouve um barulho vindo de dentro dela. Ele parece hesitar na hora de abrir a porta, mas quando a abre encontra um homem caído no chão. Magnus pergunta quem ele seria, e o homem responde, "Meu nome é Desmond Hume".


Episódio 03

Leia o roteiro deste episódio.

Estrelando:

Flashbacks

Um biólogo apresenta um programa falando sobre a categorização de pássaros na televisão de um quarto de hospital, onde Carole Littleton está em coma. Sua irmã, Lindsey, aproxima-se dela e tristemente diz-lhe que acharam o avião de Claire no fundo do mar. Lindsey sai do quarto e caminha pelo corredor do hospital. Ela tira um lenço de sua bolsa, mas o deixa cair. Um homem pega-o para ela, e ela agradece. Lindsey continua a andar, e o homem segue em direção ao quarto de Carole. Na televisão, uma mulher diz que "a gente nunca sabe o que vai encontrar, por exemplo, aqui tem um bilhete, supostamente escrito por sobreviventes do voo 815 da Oceanic". Ela se refere à mensagem como muito bonita, mas que acredita que seja uma brincadeira feita por alguém, já que encontraram os destroços perto da Indonésia. Enquanto isso, o homem se aproxima do ouvido de Carole e sussurra algo. É Jacob. Ele a toca no ombro, e Carole acorda subitamente do coma. Ela parece não saber onde estar, então assiste o estranho sair de seu quarto.

Claire acorda no meio da noite ao lado de uma fogueira juntamente com Sawyer e Miles, e encontra Aaron nos braços de seu pai, Christian Shephard. Ele diz que eles precisam ir, que ele tem algo que precisa que Claire faça por ele, e que ela terá que deixar Aaron. Claire nega, e Christian diz que um helicóptero irá buscar os seus amigos e que Aaron será bem cuidado por eles, sendo a única maneira de mantê-lo a salvo. Christian dá Aaron para Claire e começa a se afastar, e ela o segue. Miles acorda e a observa indo. Christian promete à Claire que Aaron ficará bem, e que ela pode deixá-lo onde está. Claire coloca Aaron em uma árvore, e diz que ela precisará fazer algo, mas logo vai encontrá-lo novamente. Christian diz para ela não preocupar, e que será como um sonho para ele.

Claire e Christian chegam à cabana de Jacob, e Christian diz que um amigo mora ali, porém não está em casa e que eles deverão esperá-lo depois de Claire lhe fazer um favor. Claire pergunta o que ela terá que fazer, e ele diz para ela desmanchar a trilha de cinzas que envolta a cabana, já que seu amigo não poderá vir se Claire não fazer tal coisa. Claire arrasta o pé abrindo a trilha, e então os dois entram na cabana.

Está de noite, e Claire dorme dentro cabana. Christian a observa, sentado. Então, um barulho é escutado vindo de fora, e Claire acorda. Christian diz que é seu amigo. O Inimigo, sob forma de Locke, entra. Claire o reconhece, e o Inimigo acha estranho Claire ainda estar lá. Christian pergunta se ele já conversou com Benjamin Linus, e ele responde que está pensando na melhor forma de convencê-lo, e que acha engraçado que ele disse que voltou para a Ilha para ser julgado pelo monstro. Christian diz que essa é sua brecha, e pede para que ele seja levado para a câmara. O Inimigo pergunta se Christian acredita que Alexandra seria o suficiente para convencê-lo, e ele consente. Claire começa a perceber que algo está errado, e o falso Locke pergunta à ela a razão dela chamar Christian de "pai". Então, Christian e o Inimigo dizem que não precisam mais dela. Claire corre assustada para fora da cabana, e na floresta é surpreendida por um clarão, e quando abre os olhos encontra-se nos braços de Jacob. Jacob diz à ela que o homem que disse ser seu pai é uma farsa, e que o lugar de Aaron é na Ilha. Claire se recusa a fazer qualquer coisa, dizendo que não irá escutar mais ninguém. Ela pede para sair desse lugar, mas Jacob diz que ainda precisa dela. De repente, a fumaça preta aparece e envolve Claire. Ela grita, mas, ao exterior, sua voz é abafada. Ela desmaia e o monstro emite um som como se conversasse com Jacob. Jacob diz que ela deve viver, e que a fumaça irá guardá-la, não importando o que os outros digam. O monstro parece dizer algo mais, e Jacob fala, "Eu direi quando", e pede para que ele vá. O monstro desaparece na floresta, levando Claire junto.

Tempo Real

Kate caminha desorientada pela floresta. Ela ouve galhos se quebrando, e logo Vincent aparece. Kate pergunta por Rose e Bernard, mas ele foge e corre pela mata. Kate o segue, até achar o pé de quatro dedos. Vincent está sentado ao lado de alguém na areia, que acaba revelando-se sendo Claire.

Enquanto isso, Ilana e seu pessoal chegam à praia. Ela examina Juliet, e Bram tenta tirar a bala do ombro de Frank, quem reclama de dor. Bram diz a Frank que aquela mulher da canoa que havia atirado nele, parece com Juliet. Frank tira sarro, dizendo que como se já não fosse suficiente ter "um defunto andando por aí". Mas então, Juliet acorda perguntando por James. Frank diz não saber quem James é, mas que eles precisam levá-la até a ilha menor, onde há um médico que sobreviveu ao voo 316 da Ajira. Bram reclama, dizendo que eles já perderam muito tempo, e que eles já devem ter chegado ao Templo. Frank pede uma canoa para ir até a ilha menor, mas Bram diz que mandou parte dos sobreviventes para uma das praias do lado sul da Ilha, incluindo o médico. Então, Ilana pede para que Alan, um dos sobreviventes que está com eles, leve Frank e Juliet para o médico no "ponto de encontro".

De volta à estátua, Kate sai da floresta segurando duas mangas, e senta-se ao lado de Claire, entregando-lhe uma delas. Kate diz para Claire que ela desapareceu, que sumiu e deixou Aaron para trás. Claire nega, dizendo que ele deve estar com Charlie. Quando questionada do que se lembra, Claire fala que lembra de Kate, Jack, Sayid e de uma outra mulher voltando para o acampamento. Claire coloca a mão na cabeça, como se estivesse forçando a memória, e diz que Charlie saiu para nadar até a estação submarina para poderem fazer a ligação, mas Charlie não voltou e que eles não poderiam confiar no pessoal do barco. Então, Claire percebe algo, e pergunta onde está Aaron. Kate lhe conta que deixaram a Ilha há três anos, e que passou a cuidar de Aaron, então voltando à Ilha para levar Claire de volta ao seu filho e deixando-o com a mãe de Claire. Claire estranha, dizendo que sua mãe estava em coma, e então se lembra que esteve com seu pai. Ela cita um helicóptero, diz que não podia ir com o Aaron, e fala que viu John Locke, quem parecia diferente.

Richard, Ben, Sun, Jack e os demais do grupo dos Outros caminham em direção ao Templo. O contêiner com o corpo de Locke vem sendo carregado logo atrás. Eles chegam no muro que cerca o Templo, e Richard empurra a pedra que dá passagem a ele. Jack cambeleia um pouco, mas diz que está bem quando Sun lhe pergunta sobre seu estado. Então, Sun pergunta se Jack tinha certeza quando disse que viu Locke. Jack diz que foi como um sonho. Sun mostra a foto com os novos recrutas da DHARMA de 1977, perguntando se eles haviam mesmo estado lá. Jack responde que sim, como também estava Jin, quem também pôde ter voltado para 2007. Ben pergunta para Jack o que eles fizerem lá, dizendo que não sabe como viagens temporais funcionam. Jack estranha Richard não ter contado a Ben, e Ben disse que há muitas coisas sobre esse lugar que nunca foram lhe contadas. Richard diz que Jack e seus amigos tentaram neutralizar parte da energia eletromagnética da Ilha com uma bomba nuclear, e Jack continua, falando que isso poderia mudar tudo e que eles nunca teriam caído na Ilha. Ben questiona Richard, perguntando se ele deixou-os fazerem isso, e Richard responde que foi uma decisão de Eloise Hawking, e que aconteceu no mesmo dia em que Ben "foi enviado para...", e Ben completa, "para fazer o meu trabalho", qual seria o fim da trégua. Jack diz que não entende a razão de Eloise ter os mandado de volta sabendo que o plano de Daniel Faraday não iria funcionar, e Richard fica surpreso ao saber que ela fez isto. Ben diz que ela encontrou o Farol da DHARMA, e Richard pergunta como. Quando questionado, Ben diz à Sun que Eloise era a segunda no comando durante o governo de Charles Widmore, o mesmo que queria o matar. Ele diz que Eloise era sua esposa, e ela descobriu que Charles estava tendo um relacionamento com alguém de fora da Ilha. Ele foi expulso e ela assumiu seu lugar, o que não durou muito, segundo Ben. Jack pergunta a razão dela não ter mudado as coisas, mesmo sabendo que ela mataria seu filho, e Richard diz que Eloise não pode mudar nada, que apenas alguém como Jacob está livre das regras e somente alguém como ele que saiba o que pode ou não ser mudado. Richard diz que Jacob os trouxe para a Ilha, incluindo o pessoal de Jack, e que ele é, certamente, muito mais que seu líder.

Claire e Kate caminham pela mata acompanhadas por Vincent. Claire pergunta qual foi a primeira palavra de Aaron, e Kate diz "Au au", explicando mais tarde que eles estavam sentados no sofá assistindo um programa que falava sobre animais e que, de repente, ele disse "au au", tendo Kate que explicar a ele que o que apareceu na tela era um urso, e não um cachorro. Claire fica emocionada, e diz que não acredita que perdeu isso. Ela fala que ela tem lembranças que não sabe se foram reais ou apenas um sonho.

Frank, Alan e Juliet chegam à praia utilizando uma canoa. Porém, ninguém aparece quando Alan os chama. Então, Alan vê as tendas do antigo acampamento dos sobreviventes do voo 815 e segue até elas. Enquanto isso, Juliet pergunta para Frank, ainda na canoa, o que houve. Frank diz que a encontrou boiando na água, mas Juliet não parece se lembrar de Frank, e pergunta onde está o Julian. Então, Alan volta correndo acompanhado com um mulher armada chamada Faye. Faye diz que eles estavam na praia quando perceberam um grupo de pessoas se aproximando, e então ela levou todos eles até uma caverna próxima dali, e que ela voltou para esperar por Ilana. Juliet pergunta onde ela mesma está, e quando Frank diz que ela está na Ilha, Juliet fala, "Que ilha? Eu não deveria estar aqui". Frank pergunta o que aconteceu à Juliet, e ela diz que deixou o seu sobrinho na escola e que foi visitar sua irmã. Ela chegou em casa e estava triste, então tomou algo e tudo começou a ficar estranho. Ela pergunta o que aconteceu com Julian. Alan diz que ela deve estar delirando, e Frank diz que acha que já viu isso antes, e pergunta para Juliet em que cidade ela estava, e ela diz "Miami". Ele pergunta em que ano, e ela diz 2007. Faye, confusa, diz, "estamos em 2008, não é?". Frank a ignora, e fala que precisam levar ela até o médico imediatamente.

O grupo liderado por Richard sobe a escadaria do Templo, onde é recepcionado pelo restante do grupo dos Outros. Então, Cindy aparece e percebe o corte na cabeça de Jack e diz que ele está ferido, mas ele diz que não é nada. Sun observa a entrada do Templo, que possui grandes colunas e algumas estátuas egípcias. Ela pergunta para Ben se é lá que seu povo mora, e Ben nega, dizendo que ele só esteve ali uma vez quando era uma criança. Então, Cindy se aproxima dela, perguntando se ela é Sun Kwon, e ela afirma. Cindy diz seu nome, e pergunta para Sun se ela poderia acompanhá-la. Richard vai até Jack e diz para ir com ele. Ben pergunta se pode ir também, e Richard responde que sim.

Claire e Kate seguem trilhas de um grupo de pessoas. Chegando a um riacho, decidem descansar. Vincent começa a latir e atravessa o riacho, sumindo em meio às árvores. Então, Sawyer aparece. Ele e Kate se abraçam e ele pergunta por onde Claire esteve. Miles aparece em seguida. Sawyer pergunta se Kate encontrou Rose e Bernard, e ela responde que não. Então, todos decidem continuar a seguir as trilhas.

Cindy conduz Sun por um pátio interior ao Templo onde há um jardim. Sun e Cindy conversam sobre sobreviver ao voo 815, e então Cindy mostra um homem sentado em uma pedra tendo o braço enfaixado por outra pessoa. Cindy diz que o encontraram perto dali, e a primeira coisa que ele perguntou foi se eles haviam visto um avião pousar na Ilha. Vemos que é Jin. Os dois se abraçam e se beijam, emocionados. Jin pergunta sobre Ji Yeon, e Sun responde que ela está com sua mãe. Jin promete nunca mais deixá-la.

Enquanto isso, em outra parte do Templo, Richard anda com Jack e Ben em um corredor escuro, apenas iluminado pela tocha que Richard leva em mãos. Nas paredes existem vários hieróglifos. Richard revela que Jacob o incumbiu de selecionar líderes para o seu povo, coisa que teve que fazer toda vez que estes eram corrompidos pelo poder desse lugar, e diz que Jack irá aprender logo que a vida só pode ser entendida quando vista de trás para frente. Richard se vira, e podemos ver uma parte não-desenhada na parede. Ele passa a tocha para Ben e coloca as mãos em uma fenda que parece ter sido esculpida com perfeição. Há um logo da Iniciativa DHARMA em revelo em uma das paredes. Então, Richard puxa a parede, e uma clara luz começa a invadir o ambiente. Richard pede para que eles tirem as meias e os sapatos, e eles entram na branca sala. Ben, admirado, pergunta que lugar é esse, e Richard responde, "Essa, Ben, é a caixa mágica". Richard caminha até um ponto específico da sala, olha para o chão e identifica algo. Abaixando-se, puxa uma pequena parte octagonal do chão que afunda até ser ouvido um pequeno barulho. Então, linhas pretas começam a serem desenhadas no chão, formando um retângulo branco de borda preta. Uma das laterais menores começa a expandir, formando o retângulo preto em um buraco escuro no chão. Jack e Ben se aproximam do buraco, e Jack pergunta, "Quem é ele?". E Ben diz que é Jacob, submerso em água, com cabelos e barbas um pouco mais compridas e com vestes brancas e modernas. Richard pergunta para Jack se ele quer consertar as coisas, essa é a sua chance. Richard complementa, dizendo ainda que ele irá entender a razão de Jacob ter trazido ele e seus amigos para a Ilha, e que Richard irá mostrar-lhe o que teria acontecido se aquela bomba tivesse funcionado, o que aconteceria em um universo onde o Oceanic 815 nunca caiu na Ilha. Ben e Jack estão surpresos, e, por último, Richard diz, "Você tem um longo sonho pela frente, Jack".


Episódio 04

Leia o roteiro deste episódio.

Estrelando:

Na Ilha

Século XIX

Richard vai até a cabine de Magnus Hanso no Black Rock, e diz ao capitão que os suprimentos estão quase acabando. Magnus o interrompe, dizendo para ele falar em latim. Os dois terminam a conversa, e Magnus fecha a porta e vai em direção a mesa. Desmond está lá, e diz que ele entende um pouco de latim, pois estudou em um monastério por algum tempo. Magnus diz que Desmond é "um monge do futuro", e pede para que ele conte mais sobre o futuro, a ilha, a bomba e Penelope. Mas então, Desmond desaparece, e Magnus começa a escrever em seu diário.

2007

Richard, Jack e Ben continuam na caixa mágica. Richard diz que Jack é o candidato perfeito, e quando Jack diz que voltou à ilha para ajudar as pessoas com quem se importa, ele diz que Jack e Jacob não são tão diferentes assim.

Jack se veste em roupas brancas iguais às de Jacob, e Richard diz que ele vai conectar Jack à sala e então a Jacob. Ele faz uma nova abertura no chão, e pede para que Jack deite. De repente, a abertura começa a se encher de água. Jack reclama que ela está fria, e Richard diz que sabe, pois já fez isso antes. Jack começa a ver alguns pequenos flashes, e Richard pede para que ele se concentre no que estava fazendo antes do avião cair e que é importante que ele se lembra o que estava sentindo naquele momento. Ele escuta um grande barulho e tem algumas visões.

Enquanto isso, Kate, Sawyer, Claire, Miles e Vincent andam por uma trilha na floresta. Sawyer diz à Kate que eles estragaram tudo, e que tudo estava bem na ilha. Ele se afasta do grupo. Claire e Miles conversam, e Miles diz o que aconteceu nos últimos três anos à ela. Quando é sua vez de contar o que aconteceu, Claire diz que não se lembra muito bem, e então recorda que viu Aaron em uma cama, e que Kate estava lá. De repente, Sawyer grita para Kate correr. Vincent corre e desaparece, mas o restante é cercado por pessoas armadas. Bram aparece, e diz a Miles, "Nos encontramos de novo".

Após um tempo, Sawyer está sentado em frente ao muro que dá acesso ao Templo sob mira de uma arma. Ilana bebe um pouco de água. Bram aparece trazendo Kate, Claire e Miles. Kate diz que eles vieram falar com o Richard, e pergunta onde ele está. Ilana fala que também está procurando por ele, e pergunta quem eles são. Bram diz que eles são sobreviventes da Oceanic, e que Miles veio no grupo de Widmore. Ilana diz que também são sobreviventes de um acidente de avião também, e Kate lembra que ela é do voo 316 da Ajira, aquela que escoltava Sayid. Bram se aproxima de Ilana, e reclama que estão havendo muitas distrações, "primeiro o piloto, depois aquela mulher loira e agora isso". Sawyer fica preocupado e pergunta o nome da mulher loira. Ilana diz que era Julia ou Juliet. Sawyer fica feliz, e pergunta onde eles a encontraram, e respondem que foi no lado sul da ilha e dão as instruções de como chegar lá. Sawyer e Miles partem, e Kate e Claire ficam. Sawyer, ao passar por Bram, o ameaça se ele fazer mal à elas.

Nas cavernas, Jensen ensina Hurley a tocar violão. Então, Liz entra e diz que Faye voltou, e que ela tem uma mulher ferida. Jensen segue Liz pela floresta, e Hurley se apressa para colocar o violão de volta no case. Há outras pessoas nas cavernas. Alan e Faye aparecem trazendo Juliet em uma maca feita de folhas e pedaços de bambu e Frank aparece logo atrás. Eles descem Juliet ao chão e Frank pergunta se Jensen é o médico. Jensen diz que sim, e reconhece Frank como o piloto e vê que ele levou um tiro no ombro. Frank diz para Jensen cuidar de Juliet primeiro, e então dele. Hurley se aproxima de Frank e o reconhece. Faye se demonstra irritada por terem trazido Hurley para o acampamento sem saberem o que ele está fazendo na ilha. Hurley diz que estava no mesmo avião que ela, e Frank diz que Hurley é gente boa. Faye se desculpa a Frank, mas fala que isso é ela quem decide.

Sawyer corre pela floresta e Miles tenta o alcançar, correndo atrás. De repente, Miles para de correr e entra na mata em outra direção. Ele vê algo. Sawyer o segue, e ao ver para o que Miles parou, dá alguns passos à frente e se ajoelha. Sawyer pergunta olhando para o que Miles observava, "O que aconteceu com você?", e Miles diz que "ele disse que foi o Locke".

Fora da Ilha

Visões de Jack

Jack acorda no voo 815, e Cindy e Rose comentam que Jack pareceu ter tido um déjà vu. Então, Charlie aparece sendo escoltado por JD para trás de Jack. Cindy pede para que ele não corra pelo avião, pois acabaram de passar por uma turbulência e que ele poderia ter se machucado. Charlie diz que não vai acontecer de novo, e pede para ela lhe trazer alguns amendoins. Cindy sai, e Bernard aparece voltando do banheiro. Rose o apresenta para Jack, dizendo que Jack estava lhe fazendo companhia até a turbulência passar. Então, Jack percebe Hurley, Locke e Claire no avião.

Jack está no balcão do aeroporto em Los Angeles fazendo a liberação do caixão de seu pai. Então, Nikki e Paulo passam ao fundo sendo escoltados e algemados por policiais. Eles dizem que não fizeram nada, porém um dos policiais diz que a polícia da Austrália acha que sim. Jin e Sun assistem a cena, e ele parece achar engraçado. De repente, uma mulher fala para Jack que essa não é a melhor maneira de desembarcar em um aeroporto. É Ana-Lucia. Ela diz que ficou esperando pelo Jack no 42F. Ele se desculpa, e entrega a garrafinha extra que Cindy lhe deu no avião. Ana dá seu telefone a ele e vai embora. Então, Jack vê Kate sendo levada por Edward Mars até uma sala restrita.

Jack está no funeral de Christian Shephard. Após o fim, Jack e sua mãe, Margo, se despedem daqueles que compareceram ao funeral. Margo vai embora para casa, e Jack fica pois tem algumas coisas a fazer ainda. Então, ele vê um homem sentado sozinho em um banco perto do local onde seu pai foi enterrado e vai até ele. Jack senta-se ao seu lado, e pergunta se o homem era amigo de seu pai. O homem se revela sendo Jacob, e ele responde que nunca o conheceu realmente. Jack diz que reconhece Jacob de algum lugar. E Jacob afirma que é provável, e que na verdade estava esperando por outra pessoa. Jack pergunta do que Jacob está falando, e Jacob diz que existem regras as quais seu corpo e mente estão presas, e que suas memórias estão se misturando, tentando se tornar uma só. Ele pede para que Jack lembre-se de quem o enviou para aquele lugar, e Jack responde após um tempo que foi Richard. Jack diz que ele disse que era sua chance de consertar as coisas, e que Jack entenderia o porquê de ter ido para a ilha. Jacob o interrompe, dizendo que será um experiência difícil, e que a escolha de fazer isso deve ser dele. Jack concorda, e se lembra do nome de Jacob, quem coloca a mão em seu ombro e diz "Não importa o que aconteça, eu te encontrarei".

Jack está no meio de uma cirurgia. Os outros cirurgiões o olham com preocupação. Um deles diz que pode continuar a cirurgia por Jack, e Jack olha para o paciente e vê que ele é Sawyer. Jack pergunta o que aconteceu com Sawyer, e então Sawyer começa a ter uma parada cardíaca e morre. Jack tenta ressuscitá-lo, mas não há nada mais para ser feito. Ele só para quando percebe as outras pessoas na sala assustadas, e depois diz a hora da morte.

Um tempo se passa, e Jack está no hospital na área da maternidade, observando os recém-nascidos pelo vidro. Dr. Hamill se aproxima dele, e Jack fala que acabou de contar à uma menina de 6 anos que seu pai morreu. Hamill diz que o homem levou 4 tiros, e que seria preciso um milagre. Então, Hamill diz que eles vão sair hoje para tirar o estresse, e fala para Jack chamar sua amiga. Hamill diz que tem que ir, e sai. Então, Jacob aparece e diz que era inevitável e que era só uma questão de tempo, e entrega a Jack uma barra de chocolate Apollo. Jacob diz que eles precisam partir.

Há um flash, e Jack acorda com o rosto afundado em um tecido branco. Ele está em um carro com o air-bag ativado. Percebemos que ele estava em um acidente de carro em um cruzamento de Los Angeles. Ele olha para o banco do lado e vê uma mulher que bateu a cabeça contra o painel do carro, sem air-bag. Jack a vira com cuidado e vê que é Ana-Lucia. Mede sua pulsação, mas ela não respira, está morta. Jack sai do carro e vai até um outro carro e vê Boone caído ao asfalto poucos metros da porta aberta. Então, Shannon começa a bater em Jack, falando que ele o matou. Jack reconhece um Camaro vermelho batido em um poste. É Hurley, também morto. Jack cai sobre as pernas na rua e começa a chorar, dizendo que foi sua culpa. Uma ambulância é ouvida se aproximando. Jacob aparece e agacha-se ao lado de Jack, dizendo que foi um acidente, que "Shannon e Boone estavam discutindo e atravessaram o sinal vermelho. Você não conseguiu parar a tempo. Hurley vinha logo atrás". Jack pergunta a razão de Jacob ter mostrado isso a ele, e Jacob diz que se ele contasse, Jack não iria acreditar. E então complementa, dizendo que isso acabou com Jack, e que ele vai passar os próximos anos se culpando pelo que aconteceu. Jack diz que poderia ter evitado, se soubesse. Jacob nega, e fala que o resultado seria o mesmo e apenas uma mudança significativa no momento certo pode mudar as coisas, e diz que eles precisam ir, colocando a mão no ombro de Jack.

Jack abre os olhos. Ele está com a cabeça abaixada sobre uma bancada, quando alguém o chama ele levanta a cabeça. Está com uma barba comprida e aparência horrível. Sayid pergunta se ele está bem, e diz que Jack está dormindo desde que chegou. Sayid diz que seu restaurante vai bem e que encontrou a mulher de sua vida, e irá pedi-la em casamento amanhã. Quando Jack pergunta o nome dela, Sayid responde: "Nadia". Sayid se despede e sai. Jack olha para a televisão e vê uma reportagem sobre a morte por overdose de Charlie Pace. Então, Jacob se senta ao lado de Jack e diz que Locke se matou em uma banheira, Jin morreu protegendo Sun, Rose morreu de câncer, Sawyer em sua mesa de operação, houve o acidente de carro, Juliet tem uma overdose de medicamentos e é encontrada em sua casa, Michael morre em um incêndio e Claire, após entregar Aaron para adoção, levou uma vida triste e sozinha. Jack diz que Sayid parecia bem, e Jacob diz que ele e Nadia irão visitar a família dela no Iraque após o casamento, e quando ela estiver esperando por ele em uma cafeteria uma bomba explodirá, e Sayid nunca se recuperará da perda. Jack pergunta o que acontece com Kate, e Jacob responde que ela está na prisão, mas está bem. Então, Jacob fala que precisa mostrar algo e coloca a mão no ombro de Jack.

Jack está prestes a se jogar de uma ponte, então Kate aparece e diz que "não sabia que precisava marcar hora para isso". Jack a vê, e Kate pergunta se Jack irá pular logo ou se ela deveria procurar uma outra ponte. Jack diz que não irá pular e diz para Kate também não fazer isso. Ela diz que só queria ver se ainda teria coragem depois de olhar a altura, e diz passou os últimos 10 anos de sua vida na prisão, e que concederam duas semanas fora enquanto reveem sua pena só para provar que não há nada mais no mundo para ela, que ela estragou tudo. Jack nega, e diz que ele foi quem estragou tudo, e se ele dissesse que ela foi feliz em uma outra vida, ao menos por um tempo até que algo aconteceu. Kate pergunta o que seria esse algo, e Jack diz para ela esquecer. Os dois ficam um tempo admirando a paisagem da ponte, e Jack pergunta se Kate quer sair dali. Kate se desculpa, e diz que ela nem o conhece, mas Jack diz que ela tem a noite inteira para fazer isso. Kate pergunta a ele se essa é sua melhor cantada, e ele fala que essa ele acabou de inventar. Então, Kate pergunta se tem algum filme bom passando no cinema.

Depois de um tempo desconhecido, Jack está deitado em uma cama olhando para o teto, e Kate dorme ao seu lado. Ele se levanta e vai até a cozinha, onde está Jacob. Jack pergunta se eles têm que ir, e Jacob diz que sim. Jack pergunta o que acontece agora, e ele responde que Kate vai voltar para a prisão, e então eles iriam se encontrar de novo. Jacob coloca a mão no ombro de Jack, e fala que irá lhe mostrar como termina.

Jacob e Jack estão vestidos de branco, e caminham sobre o chão coberto de neve. Eles estão em um cemitério. Jacob caminha até duas lápides, uma que diz "Jack Shephard. Amigo, marido e pai", e a outra, "Kate Shephard. Amiga, esposa e mãe", ambas com a ano de 2057. Jack pergunta se ela foi feliz, e Jacob diz que sim, e também fala que Jack foi a melhor coisa que aconteceu para ela. Jack pergunta, "por que tudo isso?", e Jacob diz que tudo o que Jack viu, ele viu várias e várias vezes. E que ele fez isso pois não tinha outra opção. Então, Jacob olha para o horizonte, e Jack o acompanha. A cidade de Los Angeles aparece velha com um céu cinzento e nevoso. Jacob diz que se ele mesmo falhar aquilo vai acontecer, e pede pela ajuda de Jack, dizendo que ele só pode se comunicar com Jack por causa da caixa mágica que estão, e que existe uma pessoa que pode trazê-lo de volta, alguém ao qual as regras não se aplicam. Jack olha como se não soubesse de quem Jacob fala, e Jacob diz que é Desmond.

Tempo Desconhecido

Penelope anda pelo aeroporto de Nova York. Ela para em frente a uma pequena lanchonete, sentando em uma mesa. Ela pede para uma atendente um cappuccino e tira um livro da bolsa e o coloca na mesa. Em seguida, ela coloca um lenço azul dobrado em cima do livro. Então, Walt aparece e Penny diz não ter esperado alguém da idade de Walt. Ele pergunta se pode se sentar, e ela diz que sim. Penny abre o livro e tira uma carta dentre as páginas. Walt diz que foi ele quem ele escreveu a carta, e Penny então pergunta se é verdade o que ele escreveu, se ele realmente sabe onde ele está. E termina dizendo "Desmond está mesmo vivo?".

Veja também


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória