FANDOM


Concurso Episódios Quinta Temporada
Concurso 6ª Temporada


Concurso Episódios 5ª Temporada

LOSTpédia & Revista Season
C5x09 - O Chamado

Escrito por: João Ruivo e Raphael Rocha
Não-disponível em PDF

Anteriormente em Lost

1 - É mostrada a cena do episódio anterior, em que Christian Shephard coloca o vídeo “Orientation - The Island” na TV em frente de John Locke.

2 – É mostrada a cena em que Desmond pergunta onde Sun está e Ben lhe responde que houve um contratempo.

3 – É mostrada a cena do episódio da terceira temporada, “The Glass Ballerina” em que Jin espanca Jae Lee e fala para ele fugir. Depois, também é mostrada a cena de Lee caindo.


Introdução

[A cena começa mostrando uma televisão com os dizeres: “Orientation – The Island”. Logo depois, Pierre Chang aparece na tela. Ele está no que parece ser um escritório.]

CHANG: Olá, eu sou o Dr. Edgar Halliwax e, se você está vendo este vídeo, é porque tem uma missão muito importante a cumprir. É preciso destacar que todas as informações expostas aqui são extremamente confidenciais e que qualquer missão que pede essa orientação deve ser individual.

[PAUSA]

[Então, a câmera mostra o rosto perplexo de John Locke, que não pisca o olho em momento algum.]

HALLIWAX: Há muitos pontos importantes a serem mencionados sobre a ilha. E a primeira coisa a ser discutida é a verdadeira importância deste lugar.

[PAUSA]

HALLIWAX: A Fundação Hanso não só financia a Iniciativa Dharma, como também é uma das idealizadoras de todo o projeto. Então, essa ilha não foi uma simples escolha, mas um fruto de intermináveis pesquisas, principalmente por parte do Grupo Hanso. Assim, essa ilha é a sede da Iniciativa Dharma por ser especial. [PAUSA] O que estou dizendo é que esse local possui muitas características únicas, e que talvez atravessem o limite da realidade que conhecemos. E, aqui, neste vídeo, tentaremos destacar algumas dessas características que podem ser vitais para a sua missão. [A cena termina com um close no rosto de John Locke.]


LOST

Tempo Real

[A cena começa com John Locke sentado, ainda assistindo ao vídeo com total perplexidade.]

HALLIWAX: Este é um modo complicado, inseguro, mas, se usado com sabedoria, eficiente. Pode parecer um tanto irreal, mas, como devo lembrar, a fé é o que deve te orientar. O modo de chegar a esse local deve ser seguido com muita atenção. Agora, continuando com...

[Christian Shephard desliga a televisão. Depois, olha para John com um rosto sereno.]

CHRISTIAN: Este é o seu caminho John. É o que o destino pede. Ele te chama.

[Locke encara Christian, parecendo ainda estar muito perplexo. Depois de um tempo, ele se levanta, ainda encarando Christian.]

LOCKE: Desde que entrei nessa ilha, tenho recebido missões, caminhos a serem seguidos. Vocês pedem para que eu ande com minhas próprias pernas, mas me limitam a ações já definidas e decididas! Tudo que fiz foi para seguir as suas missões, sempre acreditando que o fazia para seguir meu destino e fazer o bem! Não aguento mais arriscar tudo porque alguém está me mandando fazê-lo!

[Locke sai da sala, derrubando a cadeira em que estava sentado com um chute.]

CHARLOTTE: John!

[Christian continua com um rosto sereno. Ele olha para Charlotte.]

[A cena termina com um close em Charlotte, que transmite nervosismo através da sua expressão.]


Flashback

[A cena começa em uma grande sala de faculdade onde existe um professor e vários alunos. Sun, mais jovem, está entre os alunos.]

PROFESSOR (EM COREANO): O Renascimento cultural manifestou-se primeiro na região italiana da Toscana, tendo como principais centros as cidades de Florença e Siena, de onde se difundiu para o resto da Itália e depois para praticamente todos os países da Europa Ocidental.

[O sinal toca, interrompendo o professor. Enquanto o professor começa a arrumar seu material, a sala começa a se esvaziar. Logo, Sun também sai.]

[Nos corredores da faculdade, Sun vai apressada, segurando um panfleto sobre uma grande exposição de quadros.]

[Com o passar do tempo, a câmera vai se afastando de Sun, revelando Matthew Abbadon bem atrás, observando-a.]

[A cena muda para uma grande galeria de quadros. Logo, vemos Sun apreciando um quadro à sua frente.]

[Logo, um homem se aproxima. Ele é alto, com cabelos castanhos. Parece ser americano.]

HOMEM (EM COREANO): É um belo quadro, não?

[Sun vira-se para vê-lo.]

SUN: Sim, é realmente muito bem feito. Adorei o modo como ele usou as cores mais fortes, e as mais fracas com sutileza. Em minha opinião, tem um toque renascentista.

HOMEM: Muito obrigado. Eu prefiro mesmo as cores mais fortes.

[Sun ri.]

SUN: Então você é o Sr. Ednysti! Fico lisonjeada.

EDNYSTI: Imagine. Pode me chamar de David. Você parece saber um pouco sobre arte. Você está estudando em algum lugar?

SUN: Sim, na Seoul.

DAVID: Ah, sim. História da Arte... Fico feliz que tenha gostado da minha pintura.

SUN: E qual é o nome que você deu a ela?

DAVID: “Lizzie”. Esse barco que desenhei é, na verdade, um tipo de projeto para um barco que realmente farei. Ele será dedicado à minha esposa. Resolvi colocá-lo para exposição.

SUN: Então, presumo que o nome dela seja Elizabeth.

DAVID: Sim.

[Alguém bem longe de David e Sun chama por David. Quando David se vira, sorri.]

DAVID: Ah! Lá está a minha esposa. Tenho de ir, foi muito bom conhecê-la, senhorita...

SUN: Kwon. Sun Kwon.

DAVID: Ok. Adeus, senhorita Kwon.

[Sun observa David por alguns instantes e depois se vira para o quadro novamente.]

[Então, é revelado que a esposa de David era Libby. Quando David se aproxima de Libby, os dois se beijam e vão embora juntos.]

[A câmera volta a mostrar Sun, que, depois de alguns instantes, vai embora.]

[Enquanto a câmera a acompanha, são mostrados vários quadros, sendo todos pinturas de barcos ou praias. Entre esses quadros, está um quadro do “Black Rock”. A cena termina com um close neste quadro.]


Tempo Real

[A cena começa com Sun dormindo em seu apartamento na Coreia.]

[De repente, o telefone toca. Sun acorda e o atende. São ouvidos vários sussurros. Entre os sussurros, pode-se ouvir uma voz bem baixa.]

VOZ: É o seu destino. Siga-o. Siga-o pelo seu destino.

[Sun acorda assustada. Ela se levanta rapidamente e olha para um relógio que estava na sua mesa de cabeceira. Ela parece se assustar e começa a se arrumar. A cena termina.]


Tempo Real

[A cena começa com John Locke sentado no chão da floresta, ao lado da entrada d’O Trovão.]

[Depois de alguns instantes, Charlotte sai de dentro da estação e senta ao seu lado.]

CHARLOTTE: Você tem de ir, John.

[Locke fica parado, sem ter nenhuma reação.]

CHARLOTTE: Eu sei como é ter uma responsabilidade, como... Como ter de sacrificar-se por alguma coisa.

LOCKE: Não, você não sabe. Eu sei como essa ilha funciona. Eu sei como ela nos usa, nos... Prega peças. Já me sacrifiquei milhares de vezes por essa ilha, assim como sacrifiquei a vida de pessoas inocentes.

CHARLOTTE: John, a ilha está passando por tempos contraditórios, e se você não... Não ir, haverá consequências irremediáveis!

LOCKE: Todas as vezes que me sacrifiquei, também pensei que estava evitando essas consequências, mas a cada ato que cometi coisas piores ainda aconteceram!

[Charlotte encara John por alguns instantes.]

CHARLOTTE: Esse é o seu chamado, John. É o seu destino que lhe está chamando. E, para esse chamado, não há uma segunda chance. Eu sei disso por experiência própria.

[John encara Charlotte, sem dizer uma palavra. Os dois ficam se olhando por algum tempo.]

LOCKE: Eu... [PAUSA] Está bem.

[A cena termina com um close em Charlotte, que parece se aliviar com as palavras de John.]


Flashback

[A cena começa com Sun Kwon andando por uma rua movimentada. Depois de um tempo, ela vai à direção de um telefone público.]

[Ela liga para alguém e espera por alguns segundos.]

SUN (EM COREANO): Alô? Jae? Eu... Eu liguei para dizer que não posso fugir... Agora que meu pai sabe, eu... [PAUSA] Eu não posso ir.

[A cena muda para Jae Lee, que está no saguão de seu hotel.]

LEE: Eu sei que as coisas complicaram, mas não desista! Eu consegui passagens. Nós podemos partir depois de amanhã. Assim que sairmos deste país, poderemos recomeçar nossas vidas!

[A cena muda para Sun no telefone público mais uma vez. Ela perece estar hesitante.]

SUN (AINDA PARECENDO ESTAR PENSATIVA): Está bem. Eu... Vou.

[Depois, ela desliga, deixando sua bolsa, que havia colocado encima do telefone.]

[Enquanto está andando pela rua, alguém parece se aproximar dela. Logo vemos que é Matthew Abbadon. Em questão de segundos, ele a alcança.]

ABBADON (EM INGLÊS): Com licença, senhora?!

[Sun se vira para ele.]

ABBADON: Você deixou a sua bolsa encima do telefone.

[Ela o encara por algum tempo e depois pega a bolsa que ele segurava.]

SUN (EM INGLÊS): Muito obrigada.

[Ao agradecer, ela vira-se novamente e recomeça sua caminhada.]

[Enquanto isso, Abbadon a observa por um tempo. Depois, pega um celular e liga para alguém.]

ABBADON (DEPOIS DE UM TEMPO): Alô? Está na hora de ser feito.

[A cena termina com um close em Matthew Abbadon.]


Tempo Real

[A cena começa com Sun em um táxi. Ela está usando um celular.]

SUN (EM COREANO): Não, mãe, eu não sei quando poderei voltar. Sim. Eu sei. Olhe, cuide bem de Ji. Tudo bem. Tchau.

[A cena muda para Sun em um grande aeroporto.]

[De repente, um homem loiro e de olhos azuis que seguia ela alcança-a e a puxa pelo ombro.]

HOMEM (EM INGLÊS): Com licença. Por acaso você seria a senhora Kwon?

[Sun parece ficar surpresa.]

SUN: Sim, sou eu.

HOMEM: Eu peço então que a senhora me acompanhe.

SUN: Desculpe-me, mas não posso. Ou então perderei meu voo e...

[O homem saca uma pistola que estava escondida debaixo do seu paletó e a pressiona contra a barriga de Sun.]

HOMEM: Desculpe-me, mas só irei pedir uma vez.

[A cena termina com um close em Sun, que se encontra completamente perplexa e assustada.]


Tempo Real

[A cena começa com John Locke, Charlotte e Daniel andando pela floresta.]

[Charlotte alcança John, que estava um pouco à frente.]

CHARLOTTE: Você se lembra mesmo de como ir ao local que o vídeo mostrou?

LOCKE: Não é a primeira vem que visito esse local.

FARADAY: Segundo as coordenadas que aquele cara do vídeo disse, a gente deveria ir mais para o leste.

LOCKE: Pode deixar comigo. Eu sei como chegar até lá.

[De repente, Richard Alpert sai de um arbusto, com uma arma na mão. Charlotte, John e Daniel ficam paralisados.]

ALPERT: Jacob que falar com você, John.

LOCKE: Não tenho nada a dizer para ele.

ALPERT: Ora, vamos, John. Não me faça atirar em você de novo.

[Então, Miles sai do mesmo lugar que Alpert saiu. Ele está agachado e tenta não fazer qualquer barulho.]

LOCKE: Eu não quero mais saber de Jacob, Richard.

ALPERT: Você não percebe John? Você deveria estar do nosso lado! Você é o J...

[Miles pega a arma que parecia estar no seu bolso traseiro da calça e atira em Alpert pelas costas. Alpert cai de joelhos, mas vira-se e atira em Miles antes de cair por completo. A bala acerta o pescoço de Miles.]

[Charlotte e Daniel vão á direção de Miles. Depois, Locke também se aproxima.]

CHARLOTTE: Não, John! Vá antes que Jacob chegue. Corra!

[John parece hesitar por alguns instantes, mas logo decide ir.]

[A cena termina com John deixando-os. Charlotte se agacha para se aproximar do corpo de Miles, assim como Daniel.]


Flashback

[A cena começa com o mesmo homem loiro, de olhos azuis, sentado na cama de um apartamento.]

[Depois de alguns instantes, ele levanta-se e vai até uma gaveta. Ao abri-la, pega um par de luvas descartáveis.]

[Depois de colocá-las, ele dirige-se à parede e, aparentemente, tenta escutar alguma coisa no corredor.]

[Depois de certo tempo, ele dirige-se à porta. Ele a abre com muito cuidado, somente deixando uma pequena fresta aberta.]

[Pode-se ouvir vários barulhos abafados, como socos e coisas caindo. Depois, esses barulhos cessam por um tempo.]

[Logo, podemos ver Jin passando através da fresta. Ele some em instantes. Assim, o homem fica parado por um tempo. Depois, sai com cuidado, parecendo se assegurar de que Jin já tinha ido. Ele vai à direção de onde Jin veio. Era uma porta de apartamento entreaberta.]

[Ele entra no apartamento e encontra Jae Lee no chão, todo ensanguentado.]

[O homem o pega pelo pescoço e traz o ouvido de Lee bem perto de seus lábios.]

HOMEM (SUSSURRANDO EM COREANO): Siga o seu destino.

[Depois, o leva para uma janela e o joga dela.]

[Ele sai rapidamente do quarto e volta para o seu. Lá, ele tira as luvas e as joga em um lixo. Depois, pega um celular e liga para alguém.]

HOMEM (EM INGLÊS): Fiz o que você mandou. Sim, ele está morto.

[A cena muda para um bar. Em umas das mesas está Matthew Abbadon falando em um celular. Seu olhar transmite satisfação.]

ABBADON: Ótimo.

[A cena termina com um close em Abbadon, que, logo depois, desliga o celular.]


Tempo Real

[A cena começa com um close no olho de Sun, que abre vagarosamente. Logo, ela acorda e percebe que está em um tipo de sala fechada.]

[A sala está completamente vazia, exceto por uma mesa de madeira e algumas cadeiras. Há também uma porta sem maçaneta.]

[Sun se levanta do chão e dirige-se à porta. Começa a bater nela com força.]

SUN (EM INGLÊS): Tirem-me daqui! Quem são vocês?!

[Sun continua a bater na porta por mais um tempo, mas depois para e se afasta dela.]

[Logo depois, a porta é aberta. Em alguns instantes, vemos que é o mesmo homem que matou Jae Lee.]

[Depois de entrar, ele fecha a porta.]

[Sun se incomoda com a presença dele, e começa a afastar-se.]

HOMEM: Desculpe por tê-la deixado inconsciente, senhora Kwon. Não sou de fazer isso.

SUN: O que você quer?!

[O homem sorri.]

HOMEM: Eu não quero nada da senhora.

SUN: Então por que me raptou?

[O homem fica pensativo.]

HOMEM: Você acredita em destino, senhora Kwon? Imagino que sim, depois de ter estado naquele lugar...

[Sun fica perplexa com as palavras do homem.]

HOMEM: Não trabalho para ninguém. Sou apenas um mensageiro. Aparentemente, o homem que deveria estar lhe dizendo isso não pôde vir. Está em Londres.

[Sun fica pensativa.]

HOMEM: Enfim, estou aqui para dizer que tempos difíceis estão por vir. E cada um terá um papel importante nessa história toda. Cada um terá a sua obrigação com o destino, o seu chamado.

[Sun o encara, parecendo estar receosa.]

HOMEM: Estou aqui para lhe fazer uma simples pergunta, senhora Kwon: você está pronta para o seu chamado?

[Os dois se encaram por alguns instantes.]

HOMEM: Se estiver, siga-me.

[Depois de suas últimas palavras, o homem dirige-se à porta, a abre e vira à esquerda. A parte que pode ser vista da parede do corredor é feita de metal.]

[Sun, então,demonstra surpresa e completa perplexidade.]

[A cena termina com Sun observando, com sua testa completamente franzida, a porta aberta.]


Flashback

[A cena começa com Benjamin Linus em um banheiro elegante. Ele está de pé, em frente ao espelho e com um celular na mão.]

BEN (SUSSURRANDO): Ela não apareceu? Tem certeza de que não a viu em nenhuma parte do aeropor... Não? Bem, continue procurando.

[Alguém bate na porta.]

VOZ VINDA DE FORA DO BANHEIRO: Ben?

[Logo, percebemos que é a voz de Jack Shephard.]

JACK: Ben, Desmond chegou. Precisamos ir conversar com el...

BEN: Já estou indo.

[São ouvidos os passos de Jack se afastando.]

[Ben encara a si mesmo no espelho. Parece estar perturbado.]

BEN (SUSSURRANDO): O que está tramando, Abbadon?

[A cena termina com um close em Ben.]


Tempo Real

[A cena começa com Christian Shephard sentado na cadeira de balanço, na cabana de Jacob. Seu rosto está completamente sereno.]

VOZ: Você realmente se superou desta vez, Christian.

[Christian, sem se assustar ou se surpreender, vira-se na direção da voz. Logo, vemos que é Jacob.]

CHRISTIAN: Ah, olá Jacob. Eu o estava esperando.

JACOB: O que você está pretendendo? Por que está se metendo nas minhas questões?

[Christian sorri.]

CHRISTIAN: Sabe, Jacob, no começo acreditei mesmo que você seria a salvação desta ilha. Que daria a ela aquela paz que por tanto tempo vigorou. Mas não. Você simplesmente se libertou e procurou por vingança. Ate mesmo você comete erros. E a ilha percebeu isso. Nem mesmo seu querido monstro não está te obedecendo mais.

JACOB: Tudo que faço, faço por essa ilha. Nunca pensei em mim mesmo.

CHRSITIAN: Não, você está pensando que está ajudando a ilha. Mas, na verdade, só está gerando mais conflitos. Essa guerra, agora, é inevitável.

[Jacob e Christian se encaram por algum tempo.]

JACOB: O meu destino é lutar por essa ilha, Christian. E não vou deixar que você me atrapalhe nisso.

[Christian sorri.]

CHRISTIAN: Se o seu destino é lutar por ela, o meu, então, é enfrentá-lo.

JACOB: Deixe de ser ignorante, Christian. Você sabe muito bem do que sou capaz. Não pense que sabe como me derrotar. Sei que mandou John ir, que o mostrou o segredo. Eu mandei Alpert encontrá-los.

CHRISTIAN: Você, mais que todos, deveria saber que John não desiste. Ninguém vai impedi-lo. É o chamado dele, Jacob. O destino de John o chamou, e isso vai mudar completamente os acontecimentos que estão por vir.

[Jacob sorri.]

JACOB: É aí que você se engana meu caro Christian. É ai que você se engana.

[A cena muda para John Locke andando pela floresta. Ele parece seguir um tipo de trilha.]

[Depois de um tempo, ele passa por alguns arbustos e encontra uma área aberta.]

[A cena termina com John Locke observando o Black Rock.]

L O S T


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória