FANDOM


A Série

Exibição de Sabedoria

Desde que o fatídico voo 815 caiu em uma ilha deserta no dia 22 de Setembro de 2004, a história dos seriados de televisão não foi mais a mesma. Rodeada de mistérios e jogos de realidade alternativa, a série Lost promove uma sensação de espasmo tanto na TV quanto fora dela. A trama, cheia de perguntas ainda sem respostas tem chamado a atenção de milhões de telespectadores ao redor do mundo. A atuação impecável do maravilhoso ator de teatro Michael Emerson, no papel do líder dos Outros Benjamin Linus mostra que, mesmo com atores não tanto badalados por Hollywood, Lost tem sim qualidade. As conexões entre seus personagens, entre eles, americanos, coreanos, ingleses, escoceses, iraquianos, nigerianos, australianos e até mesmo brasileiros chocam nossos olhos e fazem nossas mentes trabalharem mais rápido para formar uma teoria capaz de explicar os acontecimentos paranormais da tão temível ex-deserta e pacífica e ilha. Lost nos impressiona matando personagens adoráveis como o ex-drogado cantor de rock Charlie Pace, amado por muitos telespectadores, mas que não se faz mais presente, pelo menos não vivo. Organizações com idéias pacíficas e atos maldosos, personagens intrigantes, locais maravilhosos, atores impecáveis e roteiros bélissamente escritos, Lost mudou o jeito de ver TV, e ficará gravada para muito tempo como um marco da televisão mundial.


Descubra-se

Tente lembrar como você se sentia na noite de Natal, nem tanto pelos brinquedos, mas pela emoção de acreditar em Papai Noel e pensar que o bom velinho esteve ali. Ou então de quando seguiu as patinhas do coelhinho da Páscoa até encontrar sua cesta cheia de ovos de chocolate. Da ansiedade e do nervosismo do primeiro beijo. Da espera gostosa daquela ligação que nunca chega. De um sono acolhedor depois de um dia feliz. São emoções e sentimentos que ainda sinto a cada episódio de Lost. A ansiedade da espera; o nervosismo da ação; do sono acolhedor depois do término. Como criança e estudante de artes cênicas, desejo ser igual a Michael Emerson (intérprete de Ben), quando crescer. Como amante das orientais, meu coração palpita mais forte quando Sun aparece. Como obsessivo compulsivo, entendo a aflição e a tristeza que toma conta do gordinho mais fantástico da história da televisão. Como homem, sonho com Kate, Juliet, Shannon, Claire e outras personagens maravilhosas. Como pesquisador, procuro saber o que está por trás das mensagens subliminares de cada episódio. E simplesmente como ser humano, choro nos reencontros; a cada momento em que pálpebras são fechadas para sempre; nos momentos de despedidas; nas agonias que a vida nos põe; do que eles deixaram para trás; do destino que eles precisam enfrentar. Lost não é só uma série pra mim. É parte da minha vida, parte do meu cotidiano e será sempre lembrada com fervor nos momentos em que minha mente se deparar com alguma visão referente ao show. Lost é emoção, é sobre como enfrentar a vida nos momentos mais difíceis, é como o ser humano é capaz de dar a volta por cima, cair e levantar novamente. É como um sonho, do qual não se quer acordar.


Episódios

"The Constant" – A Constante de Lost

Talvez um dos episódios mais inteligentes de toda a série, assim como de todos os seriados. The Constant ou A Constante nos trouxe um pouco mais da vida do "brotha" Desmond Hume, mas de uma forma diferente. Os produtores conseguiram com êxito mostrar os problemas da viagem no tempo de Desmond e a frenética busca de sua constante, revelada ser Penny, alguém que ele conheceu no passado e que conseguiu falar no presente. Aliás, o telefonema de Desmond e Penny, neste episódio, foi um dos momentos mais cruciais e emocionantes já vistos em Lost. Impossível não se emocionar com a cena sincronizada e o "Eu amo você" falado junto por ambos. É o casal mais simpático formado em Lost, pois suas histórias de vida, de idas e vindas, nos fazem sentir compaixão e torcer para que eles fiquem juntos. Além disso, ficamos sabendo um pouco mais do passado de Daniel Faraday, o físico professor de Oxford cuja constante é Desmond. Jack e Juliet descobrem que o helicóptero precisa ir a uma direção certa para que não ocorram efeitos colaterais, o que nos deixa mais nervosos a cada minuto. É difícil não nos simpatizarmos com Desmond e sua história, que nesse episódio, com romance, drama, ficção e aventura, fica ainda mais forte a certeza de que Lost é especial, é única.


Elenco

Michael Emerson (Ben) – A Mágica da Interpretação

Fantástico!! Não existe outro adjetivo que descreveria melhor esse grande e magnífico ator que é Michael Emerson. A maioria o conhece pelo enigmático vilão/mocinho? de Lost, Benjamin Linus, mas Emerson já atuou em outros filmes e seriados. Aclamado mesmo pela mídia por seus papéis no teatro, o próprio Emerson disse que é triste que o conheçam como Ben, mas não por seus inúmeros personagens nos palcos, pois é alí, na frente do público, que a magia da interpretação acontece. Foi em Jogos Mortais que "conheci" Emerson, num papel nem tanto diferente do de Lost. No primeiro filme da série de terror Jogos Mortais, ele interpretava um homem que deveria monitorar e matar alguns personagens; algo que ele adora fazer em Lost. Sua atuação é brilhante, levando-o a ser, por dois anos consecutivos, nomeado como melhor ator coadjuvante por uma série dramática no Emmy; porém, incrivelmente, não levou a estatueta. Seus olhares; a força do rosto; os traços do personagem; a frieza dos sentimentos fazem do intérprete de Ben, um dos melhores atores de seriados de todos os tempos. Por mais que cometa atos horríveis, não deixamos de amá-lo em Lost, e por mais que fiquemos meses esperando uma nova temporada de Lost, vale a pena saber que Michael Emerson estará de volta para nos agraciar com a magia da interpretação.


Yunjin Kim (Sun) – Uma Brilhante Mulher

"A Julia Roberts coreana". Foi assim que Yunjin Kim foi definida quando entrou para o elenco de Lost em 2004. Incrível como os americanos gostam de rotular seus atores e fazer comparações; como se desse para colocar Roberts como Sun e Kim como Uma Linda Mulher!!! Uma das atrizes mais reconhecidas em seu país, Kim até foi embaixadora da Paz da Copa do Mundo da Coréia/Japão em 2002. O fato é que Kim é uma excelente atriz; visto que quando fez o teste para Lost, ela interpretou Kate, mas os produtores adoraram sua interpretação e juntaram o fato dela saber falar coreano e criaram uma personagem somente para ela. A Sun de Kim começou a série quieta, manipulada e mandada pelo marido e ao longo dos episódios Kim foi transformando sua Sun em manipuladora, forte, dona se si e algumas vezes, mentirosa e enigmática. É difícil não reconhecer que estamos falando de uma grante potência da interpretação; afinal, quem não se impressionou quando Sun revela a todos que sabe falar inglês; ou quando foi mostrado que a mesma traía o marido e principalmente nos gritos e lágrimas da personagem para a suposta morte de Jin no final da quarta temporada. São cenas como essas que transformam cada vez mais a atriz, não como a Julia Roberts coreana e sim como: Yunjim Kim, a atriz.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória