Fandom

LOSTpédia

Ana Lucia Cortez

3 425 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar


Ana Lucia Cortez era uma ex-policial que esteve na parte de trás do voo 815 quando ele caiu. Ela tomou a liderança do grupo e os levou em uma viagem através da Ilha, reunindo-os com o resto dos sobreviventes. Ana era conhecida por ser muito fria e seu passado como policial ajudou em sua liderança. Ana-Lucia esteve na ilha por 65 dias antes de levar tiros e ser morta por Michael Dawson.

Antes da Queda

Ana Lucia Cortez trabalhava no Departamento de Polícia de Los Angeles com seu parceiro Big Mike. Pouco se sabe sobre seus relacionamentos, mas possivelmente teve um namorado chamado Danny.

Jason McCormack (2003-2004)

Numa ocorrência de roubo, Ana levou quatro tiros. Mas estava grávida e acabou sofrendo um aborto. ("Collision")

Analuciavingançajason.jpg

Ana-Lucia no momento que mata Jason.

Anachristian.jpg

Ana conhecendo Christian Shephard.

Depois de quatro meses de afastamento, Ana voltou para o trabalho à contra gosto de Teresa Cortez, sua comandante e também sua mãe. O criminoso que atirou em Ana foi capturado e quando lhe pediram que fizesse o reconhecimento, ela mentiu, dizendo que Jason McCormack não era o homem que a atingiu. Ana seguiu Jason até um bar e atirou nele seis vezes, matando-o depois de dizer que estava grávida. ("Collision") Ana Lucia deixou o trabalho no dia seguinte, depois de ser confrontada por sua mãe que suspeitava dela ao saber da morte de Jason.

Codinome: Sarah (2004)

Então ela conseguiu um emprego de segurança no aeroporto de Los Angeles e lá ela conheceu Christian Shephard no bar. Ele a convidou para acompanhá-lo até Sydney como sua guarda-costas. Ela aceitou, pensando que poderia fugir de seus problemas. ("Two for the Road") Eles usaram nomes falsos. Ana chamava Christian de “Tom” e ele a chamava de “Sarah” (talvez em referência a sua nora Sarah Shephard)

Em Sydney, Ana viu Christian bêbado brigando com Lindsey, uma mulher que aparentemente queria mantê-lo longe de sua filha. Desapontada com suas ações, Ana Lucia levou Christian até um bar (onde ele conheceu Sawyer) e foi embora. De volta ao aeroporto de Sydney, Ana ligou para sua mãe, dizendo que tinha tentado fugir, mas que naquele momento queria voltar para casa. Depois de várias palavras de conforto da mãe, Ana chorou e pediu para encontrá-la no aeroporto dizendo que estaria no vôo 815 da Oceanic. ("Two for the Road")

Ana escutou Jack Shephard falando no balcão de informações da Oceanic e começou a conversar com ele no bar do aeroporto. Eles planejaram se encontrar no avião e Ana disse a ele que estaria sentada na poltrona 42F, no fundo do avião.Jack disse a ela que estaria sentado na poltrona 23B. Ela apoiou Jack em sua perda, nunca imaginando que o pai dele era Christian. ("Exodus: Parte 1")

Na Ilha

Analuc.jpg

Ana, logo após o acidente ajudando os outros passageiros

Ana Lucia se lembrava de uma coisa pesada atingindo sua cabeça e fazendo-a desmaiar; de estar debaixo d’água e de nadar até a costa. Depois de cair no mar, como outros sobreviventes, ajudou os feridos a chegarem até a costa. Ela prometeu a Emma que ela voltaria para sua casa e para seus pais. Em sua primeira noite na Ilha, o grupo foi atacado pelos Outros, e Ana começou a ficar muito preocupada com aquela situação. Quando os Outros atacaram de novo, uma semana depois, Ana matou um deles, encontrando uma lista com os nomes de todos que foram levados, incluindo as crianças. Suspeitando que havia um espião entre eles, Ana se tornou a líder não oficial dos sobreviventes da parte da cauda do avião, organizando-os para que saíssem da praia em direção à selva, onde poderiam se esconder melhor. ("The Other 48 Days")

Tendo muitas suspeitas sobre um dos sobreviventes, Nathan, Ana o colocou numa armadilha que fez e planejava torturá-lo até que ele revelasse onde estavam, as crianças. Goodwin matou Nathan e Ana decidiu mudar o grupo de lugar, acreditando que Nathan havia fugido e que a localização dos sobreviventes estaria comprometida. Entrando mata adentro, o grupo descobriu a estação Flecha e montou acampamento lá. Ana Lucia logo percebeu que Goodwin era o espião e depois de uma briga, ela o matou.

2ª Temporada (Dias 45-65)

Não muito tempo depois, Jin, Michael e Sawyer chegaram àquela parte da Ilha e quando eles encontraram os sobreviventes da parte da cauda do avião, ambos os lados suspeitaram entre si. Ana ordenou que os três fossem colocados na armadilha e, fingindo ser uma prisioneira foi colocada junto deles para saber quem eles realmente eram. ("The Other 48 Days")

Anatrap.jpg

Ana Lucia tentando tirar algumas informações dos novos visitantes

Depois de falar com Jin. Michael e Sawyer, Ana decidiu levar seu grupo até o acampamento principal de Jack, onde ela acreditava que seria mais fácil estar a salvo dos Outros, que tinham seqüestrado 12 dos sobreviventes que estavam em seus grupo. Quando estavam perto da costa, ouviram sussurros. ("Abandoned")

Na confusão , Ana atirou em Shannon que saiu detrás das árvores, fazendo a ex-policial acreditar que se tratava de um dos Outros. Sayid tentou atacar Ana Lucia por ter matado sua namorada, mas acabou sendo feito de refém. ("Abandoned") Depois, cheia de culpa, Ana deu a Sayid a oportunidade de se vingar, mas ele teve piedade e poupou sua vida. Chegando no acampamento principal, Ana encontrou Jack. Eles se olharam por um momento e se lembraram do momento em que estavam se divertindo no bar do aeroporto. ("Collision")

Henrygaleballoon.jpg

Ana Lucia junto com Charlie e Sayid vendo o balão de Henry Gale

Apesar de ainda parecer uma invasora, principalmente por ter matado Shannon, Ana ainda tentava ser útil, planejando com Jack a possibilidade de formar um exército contra os Outros. Suas atitudes fortes foram notadas pelos sobreviventes, principalmente por Kate, que suspeitava que a ex-policial era a responsável pelo ataque contra Sun em troca das armas (mas de fato, Ana Lucia era inocente). ("The Long Con")

Por sua experiência com os Outros, Locke sugeriu que ela interrogasse Ben (que se passava por Henry Gale para que eles pudesse saber de fato se ele era ou não “um deles”. Tentou convencê-lo de que queria ajudar depois de impedir Sayid de atirar nele. Então Ben desenhou um mapa até o seu balão e disse a ela que a sepultura de sua mulher também estava naquele local. ("The Whole Truth") Discordando de Jack e Locke, Ana foi com Sayid e Charlie para encontrar a verdade.

Ela descobriu que Ben estava realmente mentindo, e se tornou uma das sobreviventes a tomar conta dele na Escotilha. ("Lockdown") Ana foi atacada por Ben ao lhe dar comida.
Analuciatiro.jpg

Ana-Lucia no momento que é assassinada por Michael.

Ele disse que ela não era uma das “pessoas boas” mas disse que Goodwin pensava que ela poderia mudar. Depois que Locke impediu que Ben a matasse, Ana saiu da escotilha procurando uma arma para se vingar. Ela encontrou uma com Sawyer e a roubou dele depois de transarem. ("Two for the Road")

Sozinha, ela voltou à Cisne e teve a oportunidade perfeita para atirar em Ben, mas se recusou a matar denovo. Michael chegou nesse momento e se ofereceu para fazer isso por ela, dizendo que também queria vingança dos Outros por terem seqüestrado Walt. Entendendo seus sentimentos, Ana deu a arma a ele. Murmurando “me perdoe”. Michael atirou em Ana e depois em Libby, antes de libertar Ben. ("Two for the Road")

Depois da Morte

Anaindream.jpg

Ana aparece em um sonho de Eko

Antes de seu corpo ser encontrado, Ana apareceu no sonho de Eko, dizendo que ele devia "ajudar Jonh". Quando foi encontrada, já estava morta e foi enterrada ao lado de Libby no cemitério. ("?")  ("Live Together, Die Alone")

Quando Jack foi capturado pelos Outros,de seu cativeiro ele viu a aeromoça Cindy acompanhada por outras pessoas,incluindo Emma e Zack que foram sequestradas pelos Outros sobre os cuidados de Ana Lucia,Emma pede a Cindy para perguntar a Jack se Ana Lucia estava bem,mas Jack transtornado pede que todos saiam dali. ("Stranger in a Strange Land")

Segundo a história contada pelos Oceanic Six , Ana Lucia morreu no acidente do vôo 815 quando bateu na água. ("There's No Place Like Home: Parte 1")

Thelie25.jpg

Ana Lucia fala com Hurley

Após o Resgate dos 6 da Oceanic, seguindo sua prisão pelo Departamento de Polícia de Los Angeles, Hurley foi interrogado pelo ex-parceiro de Ana, Mike Walton, que contou a ele que alguém que ele conhecia estava no mesmo avião que Hurley. Ele descreve Ana como sendo maravilhosa com cabelos pretos e pergunta se Hurley a conheceu. Ele mente e diz que nunca a conheceu já que todo mundo pensa que apenas os Oceanic Six e mais três pessoas sobreviveram a queda do avião. ("The Beginning of the End")  ("Eggtown")

Enquanto levava Sayid inconsciente à sua casa sendo procurado por assassinato, Hurley bate o carro de Sayid. Uma policial vem até ele. É Ana Lucia. Ela diz para Hurley ficar longe dos policiais, para não ter que mentir muito, para que não seja preso e que ele vá para um lugar seguro, em alguém quem confie. Antes de ir embora, ela diz para Hurley que a "Libby disse oi". ("The Lie")

O sobrenome de Ana Lucia não foi visto nem na caverna nem no farol. É desconhecido se Ana era ou não, uma candidata a substituir Jacob antes de sua morte. ("The Substitute")  ("Lighthouse")

Realidade Paralela


Depois da detonação da bomba em 1977, foi criada uma realidade paralela; um universo paralelo ao original. Nesta realidade, Ana Lucia perdeu todas suas memórias da realidade original, mas elas continuam acessíveis em seu subconsciente. Grande parte da vida de Ana Lucia foi modificada após os eventos de 1977.

Ana Lucia Cortez é uma policial corrupta que trabalha no Departamento de Polícia de Los Angeles.

Los Angeles (2004)

Ana Lucia trabalha no Departamento de Policia de Los Angeles. Ela conheceu Desmond Hume e aceitou seu suborno para libertá-lo quando ele fosse preso.

Ana Lucia foi encarregada de transportar Kate Austen, Desmond Hume e Sayid Jarrah até uma prisão, mas aceitou o suborno de U$ 125.000 de Desmond. Ana ameaçou atirar nos três caso Hugo não entregasse o dinheiro, mas pouco depois ele foi entregue no local combinado por Hugo Reyes. Hugo reconheceu Ana Lucia da realidade original, mas ela não se lembrou dele. Ana aceitou o suborno e comentou que "foi bom não conhecer Hurley". Depois, Desmond comentou para Hurley que ela não ia com eles, porque não estava pronta ainda. ("What They Died For")

Curiosidades

Perguntas não respondidas

  • Ela era uma candidata? Se não, por quê?

O nome "Cortez" aparece riscado na caverna. Provavelmente, Ana deixou de ser uma candidata quando foi morta.

  Arrow logo.jpg
Esse artigo está incompleto.
Você pode ajudar a LOSTpédia expandindo-o.
Arrow logo.jpg  


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.